Publicidade

Mundo digital abraça Encontro de RI

Data da publicação

Categoria

Repórter em veículos como Folha de S.Paulo e O Estado de S.Paulo, atuou também como apresentador do programa ECO Negócios, na ECO TV. É MBA em Comunicação e Relações com Investidores e diretor na Virtual Comunicação.

Categoria

Data da publicação

Em tempo presente é certo que não dá pra se pensar em fugir do formato digital que “as coisas” vão assumindo (inclusa aqui a “internet das coisas”). Expande-se a inteligência artificial, acelerando cada vez mais os processos de venda e de aquisição de bens e serviços, seja na esfera pessoal, seja na corporativa. O mercado de capitais, um dos setores da vida nacional que mais consome tecnologia, evidentemente não ficaria de fora disso. Por isso não se trata de simples coincidência o fato que dos seis painéis previstos no 23º Encontro Internacional de Relações com Investidores e Mercado de Capitais quatro deles têm essa conexão direta. Se adicionarmos a estes a pesquisa Deloitte-Ibri e outros prolegômenos, que nos levam ao dia a dia do profissional de relações com investidores, debatido durante os dias 27 e 28 deste mês, saberemos o quanto tem razão o CEO do Instituto Brasileiro de Relações com Investidores, Rodrigo Maia, quando destaca a tecnologia nesta área.  

Não é exagero creditar ao Encontro de RI – iniciativa da Associação Brasileira das Companhias Abertas, conjuntamente com o Ibri, filhote pomposo e relevante, nascido no ventre da Abrasca – o próprio desenvolvimento da área de relações com investidores no Brasil. Por este fórum altamente qualificado passaram ministros de Estado, presidentes da CVM, representantes da Bolsa de Valores brasileira e estrangeiras, investidores e, claro, as principais companhias listadas, bem como um universo vivo de prestadores de serviços ao mercado. No Encontro discute-se não só o presente, como se avaliam e antecipam tendências junto aos players.

Dentro desse ecossistema cumpre destacar o trabalho técnico da montagem dos painéis, a excelência da organização geral e um bem estruturado trabalho de comunicação (que, em vários encontros, possibilitou a cobertura de mais 50 profissionais de imprensa nos dias de sua realização). Destaque-se o apoio de divulgação do Portal Acionista e da revista RI neste esforço de disseminação da cultura de RI, bem como do debate focado durante o evento. Ao longo de sua história, pelo Encontro Internacional de RI passaram mais de 13.000 pessoas.

O fato é que o Brasil não pode prescindir de um fórum desta magnitude. A todos que contribuíram nestes 23 anos de Encontros os nossos cumprimentos.

CVM

Marcelo Barbosa, presidente da Comissão de Valores Mobiliários, estará na Mesa de abertura do Encontro de RI, ao lado de Luis Henrique Guimarães, presidente do Conselho Diretor da Abrasca e CEO da Cosan; e de Geraldo Soares, presidente do Conselho da Administração do Ibri e superintendente de RI do Itaú Unibanco.

Lembrando que o evento (https://encontroderi.com.br/) acontece nos dias 27 e 28 (segunda e terça-feira desta semana), no formato presencial (WTC Events Center, em São Paulo) e online. 

FESTA

Depois da festa dos 25 anos do Ibri, em painel comemorativo pela manhã do dia 27, teremos a abertura oficial do Encontro (às 14 h), seguida dos Painéis 1 – “O investidor pessoa física & mundo digital” e 2 – “ESG”.

TRANSFORMAÇÃO

No segundo e último dia (28) o Encontro terá os Painéis 3 –  “A Transformação Digital nas Empresas e o RI do futuro”; 4 – “Tecnologia e Data Science – A evolução do RI Digital”; 5 –  “Pesquisa DELOITTE-IBRI – Contexto, mensagem e jornada ESG: criação de valor pelos RIs”; 6 –  “Investimento em criptomoedas x investimento em ações – tendências”.

ECONOMIA AZUL

O Pacto Global da ONU no Brasil promoverá neste dia 29 (quarta-feira) o side event Arena Oceano, que contará com a participação de referências internacionais como a bióloga marinha Sylvia Earle, e lançamento de dados inéditos do projeto Blue Keepers.
https://lnkd.in/d9jy9TRC

CONFERÊNCIA

Pela segunda vez, a OceanPact (companhia aberta brasileira) vai participar da Conferência dos Oceanos, evento internacional realizado pela Organização das Nações Unidas (ONU), de 27 deste mês a 1º de julho, em Lisboa, Portugal. Com foco no combate à poluição e na conservação dos múltiplos ecossistemas marinhos, a conferência impulsionará governos e autoridades a cumprirem seus compromissos.

RIOS URBANOS

No dia 29 próximo (quarta) Ricardo Gomes lançará o documentário “Rios Urbanos”. Neste, o biólogo marinho brasileiro retrata a riqueza em biodiversidade dos rios portugueses Tejo e Sado. O filme é uma realização do Instituto Mar Urbano (patrocinado pela OceanPact, em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento – PNUD).

Após a estreia, o documentário participará de um circuito mundial de festivais ambientais de cinema.

CLIMA

Pelo menos 65% dos ativos da BNDESPar estão alocados em empresas emissoras de carbono com fartura. Este é o resultado de pesquisa da Coppe/UFRJ, junto a 10 organizações que representam 80% dos aportes, realizada em 2021. A situação está exposta agora graças a uma Ação Civil Climática, noticiada pelo jornal Valor na semana, em que a ONG Conectas Direitos Humanos apresentou à Justiça Federal do DF, acionando o BNDES e a BNDESPar, sua subsidiária.

A ação pede um plano de redução de emissão de gases do efeito estufa (GEE), de acordo com os compromissos que o país assumiu no Acordo de Paris, bem como estar em linha com a Política Nacional de Mudança do Clima.

Publicidade

A cobertura completa para atrair bons investimentos

RISCOS

A Associação Brasileira das Companhias Abertas (Abrasca) e o Instituto Brasileiro de Relações com Investidores (Ibri) assinaram carta, conjuntamente, à Securities and Exchange Commission (SEC), com sugestões à audiência pública daquela entidade visando ao aprimoramento e padronização das regras relativas às divulgações das companhias abertas sobre os riscos climáticos.

No documento, as entidades fazem várias propostas entre as quais que os relatos de impactos financeiros sobre condições climáticas sejam exigidos para o primeiro ano fiscal e não para anos anteriores. A sugestão foi no sentido de mudar o limite de materialidade para uma abordagem baseada em princípios na qual cada empresa pode calcular e explicar o seu limite.

ESG CALL

A Suzano promoveu a segunda edição do “ESG Call”, evento internacional focado na agenda ambiental, social e de governança (ESG, na sigla em inglês) da companhia. Durante o evento, dia 23 último, a companhia detalhou os avanços em sua atuação socioambiental e atualizações sobre os “Compromissos para renovar a vida”, conjunto de 15 metas de longo prazo alinhadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Organização das Nações Unidas (ONU). 

AGENDA

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) promoverá no dia 29 (quarta desta semana) o seminário “O Papel dos Bancos de Desenvolvimento na Agenda de Sustentabilidade”.

Na chamada para o evento, a promotora destaca que “diante de um cenário de crise em escala global, o Brasil pode enfrentar os desafios relacionados ao desenvolvimento sustentável em suas múltiplas dimensões e desempenhar um papel de liderança no cumprimento dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável propostos pela Agenda 2030 da ONU”.

E acrescenta: “Para que isso seja possível, é primordial que governos, empresas e sociedade civil atuem de forma coordenada e integrada, e que as instituições financeiras de desenvolvimento (IFDs) garantam capital e recursos que viabilizem o cumprimento dessas metas”.

MUNDIAL

A Fiesp convidou Rémy Rioux, presidente da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) para debater o papel das IFDs no desenvolvimento da agenda de sustentabilidade mundial.

Abertura do evento (vide nota acima) será feita pelo presidente da entidade, Josué Gomes da Silva, ao lado do governador paulista Rodrigo Garcia.

ESTATAIS
Governo federal e integrantes do Congresso Nacional receberam ofício, na última sexta-feira (24), alertando para os riscos de retrocesso que uma mudança, agora, na Lei das Estatais poderá provocar.

“Ainda que o arcabouço seja passível de aperfeiçoamentos, avaliamos como retrocesso institucional eventual flexibilização que abra espaço para interferências político-partidárias, o que pode comprometer os avanços elogiados e alinhados com disciplina da OCDE”, destaca o documento, subscrito pela Associação de Investidores no Mercado de Capitais (Amec), Associação dos Profissionais de Investimento e Analistas do Mercado de Capitais (Apimec Brasil), Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC), Instituto Brasileiro de Relações com Investidores (Ibri) e Instituto Ethos.     

COMPAGÁS

A privatização da Companhia Paranaense de Gás (Compagás) ficará para o próximo governo, uma vez que só será factível a partir de 2023.

O contrato de renovação da concessão, que seria antecipado pelo governo estadual, atrasou. O processo de desestatização vai requerer seis meses de preparo e o leilão ocorrerá na B3.

CARGUEIROS

A Embraer assinou pedido firme para conversão até de 10 E-Jets em aeronaves cargueiras (P2F, passenger to freight, em inglês) com um cliente “não-divulgado”. As aeronaves virão da atual frota de E-Jets deste cliente, com entregas a partir de 2024.  Este é o primeiro contrato firme para a conversão de E-Jets, sendo o segundo acordo para esse tipo de operação. Em maio, a Embraer e a Nordic Aviation Capital (NAC) anunciaram um acordo para ter até 10 posições de conversão para os jatos E190F/E195F.

As conversões para cargueiros dos E-Jets da Embraer oferecem desempenho e economia superiores no segmento – os E-Jets cargueiros terão mais de 50% de capacidade de volume, três vezes mais alcance que grandes turboélices de carga e custos operacionais até 30% menores do que aeronaves narrowbodies. O trabalho será realizado nas instalações da Embraer no Brasil.

MOBILIDADADE

Os participantes do Simpósio de Eficiência Energética, Emissões e Combustíveis, promovido pela Associação Brasileira de Engenharia Automotiva (AEA) na quinta-feira, 23, foram unânimes na análise de que são vários os caminhos rumo à mobilidade sustentável no Brasil. “O país, rico na produção de combustível de baixo carbono, tem tudo para ser protagonista em eficiência energética no ciclo do poço à roda”, destaca a promotora do evento.

Realizado em ambiente online, o evento – que teve por tema “Como equilibrar o tripé da sustentabilidade e avançar na legislação automotiva” – foi aberto por Marcus Vinicius Aguiar, vice-presidente da AEA. A primeira palestra, que abordou o “Conceito geral da eficiência energética ambiental”, foi conduzida por Margarete Gandini (Ministério da Economia e conselheira da AEA) e por Marlon Arraes (Ministério das Minas e Energia). 

INOVAR-AUTO

Especialista no setor automotivo, Margarete fez um resumo dos avanços obtidos a partir do Inovar-Auto e do Rota 2030, adiantou medidas que estão para ser implementadas no país e informou, ainda, que o Brasil utilizará o sistema do poço à roda em novo ciclo de medição de emissão dos veículos aqui fabricados a ser implementado de 2023 a 2027. Ela adiantou que serão medidas as emissões de CO2 desde a obtenção do combustível em sua forma bruta, refino e transporte, até a combustão nos motores. “O Brasil será o primeiro país a utilizar tal sistema”. 

SOLIDÁRIO

A LATAM Cargo, por meio do programa Avião Solidário, realizou o transporte gratuito entre São Paulo (Guarulhos) e Rio de Janeiro (Santos Dumont) de dois indivíduos da espécie mico-leão-preto (Leontopithecus Chrysopygus), considerada ameaçada de extinção. O transporte ocorreu no voo LA3922, que decolou às 14h05 e pousou às 15h05 no destino.

Os animais estavam no Centro de Conservação da Fauna Silvestre da Fundação Zoológico de São Paulo e receberam recomendação em 2021 de transferência para o Centro de Primatologia do Rio de Janeiro, instituição pública registrada como criadouro científico de animais silvestres vinculado e mantido pelo Instituto Estadual do Ambiente (RJ) e participante do programa de reprodução em cativeiro desta espécie. O programa é coordenado pela Associação de Zoológicos e Aquários do Brasil (Azab) e pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

INVISÍVEL?

Neste dia 28 (terça) a Comissão de Meio Ambiente da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB/São Paulo promove uma live com sua presidente, Rosa Ramos; com a presidente seccional da entidade, Patrícia Vanzolini e o ativista ambiental Fábio Feldman, homenageando este que foi deputado constituinte (em 1988). Evento é comemorativo ao Dia Internacional do Meio Ambiente, sob o título “Meio Ambiente-Sustentabilidade Invisível? – 50 Anos de Estocolmo”. No formato híbrido, com transmissão online e presencial (rua Maria Paula, 55, centro, São Paulo), terá ainda palestrantes convidados e será acessível pelo link:

https://www.sympla.com.br/comemorativo-do-dia-internacional-do-meio-ambiente__1610884

APROVADO

Pra quem perdeu… o Comitê de Elegibilidade da Petrobras aprovou na última sexta-feira, 24 (Dia de S. João), o nome de Caio Mário Paes de Andrade para presidir a Petrobras.  

Agora será convocada uma AGE para sufragar o preferido do capitão no comando da nau.

POLO

A Assembleia Legislativa de São Paulo, homenageou (na última sexta, 24), os 50 anos do Polo Petroquímico de Capuava, o primeiro do país.

Representantes da Braskem (companhia petroquímica, nascida a partir da fusão de seis companhias, em 16 de agosto de 2002) receberam a homenagem.

O Polo de Capuava (situado no ABC paulista, Região da Grande São Paulo) tem 15 empresas instaladas e gera, aproximadamente, 10 mil empregos, 30% da receita de Santo André e 60% da receita de Mauá.

MÉRITO

Felipe Hansen, presidente da CRH, do Conselho de Administração do Grupo Tigre e do ICRH (Instituto Carlos Roberto Hansen), recebeu a Ordem do Mérito Industrial de Santa Catarina.

Cerimônia ocorreu no último dia 24, sexta, na sede da Federação das Indústrias de Santa Catarina. A premiação foi instituída pela Fiesc em 2000, a fim de reconhecer personalidades e instituições que atuam na promoção do desenvolvimento da indústria catarinense.

15 ANOS

A Revista Plurale ( www.plurale.com.br – parceira do Portal Acionista) comemora 15 anos, com a edição 78 que acaba de sair. Entre tanto conteúdo sustentável, destaque para o Especial ESG: Há estudos de caso com viés Ambiental, Social e de Governança, inspirando a transição para uma economia de baixo carbono.

A jornalista e diretora da publicação Sônia Araripe fez entrevista exclusiva com um dos protagonistas nesta jornada ESG, o jovem Edu Lyra, fundador do Gerando Falcões, que fala sobre a importância e a potência das favelas e de sua gente.

Está imperdível a edição. À Sonia Araripe o nosso abraço e admiração pelo esforço em fazer a diferença.

MORADIA

Quase 100 milhões de brasileiros, entre negativados, informais, estudantes ou autônomos, têm dificuldade ou simplesmente não conseguem comprovar renda oficialmente, e acabam impedidos de conseguir moradia própria. No entanto, estas pessoas não têm histórico de deixar de pagar aluguel.

Para atuar nesse segmento, a fintech de impacto social Alpop foi desenvolvida há três anos. Depois de ganhar dois dos principais prêmios do setor, a startup de Campinas (SP) acaba de receber R$ 7 milhões em rodada privada liderada pela Smart Money Ventures e encorpada por alguns players como Lello, Lucas Vargas, ex-Grupo ZAP e atual CEO da Nomad e Caju Capital Social. Vêm novidades por aí…

SELIC

As apostas e projeções já estão a todo vapor para os vários índices da economia nacional. Alguns economistas já concordam que a taxa Selic vá bater nos 13,75% até o fim do ano.

Autor

Repórter em veículos como Folha de S.Paulo e O Estado de S.Paulo, atuou também como apresentador do programa ECO Negócios, na ECO TV. É MBA em Comunicação e Relações com Investidores e diretor na Virtual Comunicação.

Informações + Recomendações de investimentos em um só lugar

Compartilhe esse post nas suas redes!

Você pode se interessar por

Leia também

Publicidade
Publicidade

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão. Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso. Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Publicidade

A conexão certa para seus investimentos

Diversas recomendações para você investir melhor!

Esse site usa cookies para personalizar o conteúdo, propagandas e acompanhar o tráfego de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.