Selic em 3% – Especialista afirma que taxa ainda sofrerá mais cortes neste ano

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

“Essa medida foi realizada para auxiliar na crise econômica durante a pandemia. O Copom alertou que situações extraordinárias pedem medidas extraordinárias”

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) do Brasil, cortou pela 7ª vez consecutiva a Selic, os juros básicos tiveram corte de em 0,75 ponto percentual, indo para 3%. No mês de março, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), cujo mensura a inflação oficial do Brasil, foi de 0,07%, sendo a menor da história, desde 1999, quando o Brasil passou a adotar o Regime de Metas de Inflação. A nova medida foi baseada no embate recessivo do novo coronavírus (covid-19), além de passar a valer hoje, ficará em vigor por pelo menos 6 semanas, quando os diretores da autoridade monetária voltarão a se reunir.

Para Daniela Casabona, Sócia-Diretora da FB Wealth, o corte da taxa de juros foi ainda maior do que o esperado pelo mercado, e o Copom sinaliza que ainda há espaço para mais cortes. “Essa medida foi realizada para auxiliar na crise econômica durante a pandemia. O Copom alertou que situações extraordinárias pedem medidas extraordinárias. Entretanto, o impacto ainda é dividido no mercado em função do nosso cenário doméstico atual, onde o real perde grande valor e a economia está parada em função do isolamento”, finaliza a Sócia-Diretora da FB Wealth.

Jefferson Laatus, Estrategista-Chefe do Grupo Laatus, relata que com a taxa de juros baixa, há somente uma maneira de rentabilizar o dinheiro de forma meticulosa, investir na Bolsa de Valores.

“Primeiro de tudo, cada vez que a taxa de juros cai mais, todos os investimentos, como renda fixa e poupança, já não rendem mais nada“.

Então o que acontece, existe uma migração muito grande de pessoas físicas para a Bolsa, para a renda variável, então isso é bem interessante. No mês passado o aumento de número de CPF na Bolsa foi cerca de 400.000 mil pessoas e esse mês também já vem aumentando bem. Porque com a taxa de juros baixa a única forma de rentabilizar mais conscientemente seu dinheiro é na Bolsa, que já vem se recuperando. Então é um momento propício para voltar para a renda variável e com o corte de juros isso ajuda muito. E também o dinheiro começa a ficar mais barato, a dívida do país também, então isso acaba sendo positivo. O contra é que isso pressiona o dólar, mas pode ser positivo, pois dólar em alta gera inflação, mas com a baixa demanda por conta do coronavírus não irá gerar tanta inflação, tanto é que a expectativa de inflação para o ano é de 1,80, ou seja, bem baixa. Então nesse momento esse corte de juros é propício e positivo”, encerra o Estrategista-Chefe.

1Bilhão Educação Financeira - Gueratto

1Bilhão Educação Financeira - Gueratto

Matérias por 1Bilhão - Educação Financeira; Fabrizio Gueratto; e Gueratto Press.

Você pode se interessar por

Publicidade

Leia também

Tire dúvidas sobre investimentos

Últimas atualizações sobre

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Uma experiência completa de investimentos. Crie sua conta e acesse recomendações e análises na íntegra.

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.