Radar Empresas: Azul, Burger King, Itaú Unibanco e resultados

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Tire dúvidas sobre investimentos

Receba notícias pelo Telegram

Azul

Confira as notícias mais relevantes a respeito das principais empresas da bolsa de valores. No Radar Empresas de hoje temos Azul, Burger King, Itaú Unibanco e resultados de JHSF e Lojas Renner.

Demanda por voos da Azul (AZUL4) cresce 41% em outubro ante setembro e oferta sobe 42,6%

A Azul divulgou na quinta-feira, 5, resultados preliminares de outubro. Assim, o tráfego de passageiros consolidado (RPKs) aumentou 41% ante setembro.

Além disso, a capacidade (ASKs), por sua vez, registrou alta de 42,6% ante setembro, resultando em uma taxa de ocupação de 79,3% – queda de 0,9 pontos porcentuais ante setembro.

Burger King Brasil (BKBR3) estuda oferta pública primária de ações com esforços restritos

O Burger King Brasil informa que está avaliando, com a assessoria do Banco Itaú BBA e do Banco Santander, a realização de uma oferta pública de distribuição primária de ações com esforços restritos, nos termos da Instrução da CVM nº 476.

Itaú Unibanco (ITUB4) sofre mais duas baixas após mudança da presidência

O alto escalão do Itaú Unibanco sofreu duas baixas após o anúncio de Milton Maluhy como substituto de Candido Brancher na presidência do maior banco da América Latina, apurou o Broadcast.

Assim, o diretor geral de varejo, Marcio Schettini, e o diretor de atacado e CEO do Itaú BBA, Caio David, vão deixar o conglomerado, disseram fontes na condição de anonimato.

⚠️Safra de balanços 3T20⚠️

A temporada dos Resultados Trimestrais já está a todo vapor, acesse a agenda de resultados do 3T20 do Portal Acionista. Além disso, conheça a importância de conhecer o desempenho das empresas. Acesse agora.

JHSF (JHSF3) tem lucro líquido de R$ 176 milhões no 3T20, alta de 87,4%

De acordo com o release de resultados da empresa, o terceiro trimestre foi marcado pela volta das atividades dos segmentos de renda recorrente e hospitalidade e gastronomia, com a reabertura dos shoppings, hotéis e restaurantes.

Portanto, ao final do trimestre, todos os shoppings da empresa estavam reabertos, operando com horário e capacidade reduzidos. Entretanto, as atividades de lazer e entretenimento continuaram suspensas.

Lojas Renner (LREN3) tem prejuízo de R$ 82,9 milhões no 3º trimestre

A pandemia do coronavírus continuou prejudicando a varejista Renner no terceiro trimestre deste ano. Desse modo, a companhia registrou prejuízo de R$ 82,9 milhões no período, ante um lucro de R$ 186,7 milhões visto entre julho e setembro de 2019.

Ademais, o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) total ajustado, que inclui as operações de varejo e produtos financeiros, ficou negativo em R$ 38,2 milhões. Enfim, um ano antes, a cifra foi positiva em R$ 354,8 milhões.

Fonte: Necton, Terra Investimentos

A principal referência do mercado financeiro

Aqui no Acionista você tem a oportunidade de ler, comparar e decidir.

Trabalhamos em prol do investidor, aproximando em apenas um local diversas opiniões, sugestões e expectativas para o mercado.

Tempo é dinheiro. Poupamos seu tempo para que você foque no dinheiro.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também