Quanto vale uma sandália de borracha?

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Receba notícias por Whatsapp

Receba notícias pelo Telegram

Existem dois termos bastantes distintos mas intimamente correlacionados, entretanto nem todos conseguem distinguir claramente um do outro.

O primeiro é o preço por aquilo que pagamos e esta é a forma mais simples de se enxergar quanto gastamos com determinado produto ou serviço mas, em muitos casos, não é o melhor deles. 

Isso porque quando olhamos somente o preço não conseguimos enxergar o quanto aquele produto ou serviço, pelo qual estamos pagando, é realmente bom e útil para nós. Para sabermos isso, dependemos do segundo termo: o valor.

O valor daquilo que adquirimos, pode ser muito maior ou menor, do que simplesmente aquilo que pagamos por ele. Vamos ver um exemplo prático que deixa claro o que estes dois termos representam.

A Havaianas é uma marca de sandálias de borracha, que existe no Brasil desde a década de 60 e que são fabricadas pela Alpargatas, atualmente uma empresa do grupo Itausa.

Até a década de 1990 as Havaianas eram tradicionalmente sandálias utilizadas por pessoas da classe mais pobre, que não dispunham de muitos recursos para comprar chinelos mais caros e por isso ficou conhecida como “chinelo de pobre” por muitos anos.  

Não seria incomum, naquela época, se achar chinelo Havaianas em pequenos supermercados de bairro, amontoados em caixas plásticas jogadas em algum canto da loja, normalmente desprezadas por uma boa parte das pessoas que frequentavam o local. Eram vendidas por preços muito baixos e pessoas de classes sociais média e alta normalmente não compravam o produto devido ao estereótipo criado em relação a ele.

Porém em 1994 a Alpargatas resolveu reposicionar a marca Havaianas no mercado, lançando uma campanha de marketing televisivo, entre outras ações, que contavam com personalidades famosas à época como as atrizes Malu Mader e Luana Piovani, o jogador de futebol Bebeto e a jogadora de basquete, Hortência.

Os anúncios de revistas, muito coloridos e com um humor divertido colocavam a sandália agora como algo “alto astral” e “descolado”.

Segundo o site wikipedia, o chinelo foi aos poucos sendo “sofisticado” pela empresa em campanhas, em diversos lançamentos e então várias modelos e outras celebridades começaram, de forma mais frequente, a aparecer com a sandália nos pés. 

A partir daí as exportações aceleraram, a marca ganhou espaço em revistas e nas principais vitrines de moda no mundo e atualmente é exportada para mais de 60 países, com 630 lojas da marca, sendo 195 no exterior e com mais de 900 milhões de reais em receita líquida, conforme dados da revista exame.

Acredito que neste ponto já ficou clara a diferença de preço e valor, mas para concluirmos o assunto, atualmente um par de sandálias havaianas tem um preço que varia entre R$ 10 e 280 reais, dependendo do modelo que pode até mesmo ter tiras bordadas em cristais Swarovski. 

Quem compra um par destas Havaianas atualmente enxerga nele um acessório de moda, com um grau de personalização diferenciado, que confere status, conforto e beleza. Estes são, entre outras coisas, os motivos que agregam o valor, pelo qual, a pessoa está disposta a pagar o preço, em torno de 280 reais, por este calçado.

Responda para si próprio agora: Será que esta mesma pessoa, na década de 80, pagaria o equivalente a 280 reais por um par de havaianas?

Se você conseguiu responder com certeza esta pergunta para si mesmo, você sabe exatamente a diferença entre preço e valor e suas decisões de compra certamente serão muito melhores.

Procure gastar em “valor” e não somente em “preço”.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Publicidade

Leia também

Destaques da bolsa ativos durante o pregão - das 10h as 17h - Fonte: Google Finance - delay aprox. de 20 min.

*Dados inativos fora do horário do pregão.

Especial Resultados 3T20 já disponível

Confira os relatórios e comentários sobre o desempenho das empresas neste trimestre.

Nossa missão é ajudar você a investir melhor com uma variedade de conteúdos, de diversas fontes. Acreditamos que quanto mais você se informa, melhor você decide!