Publicidade
Publicidade
Publicidade

Fiesp aposta em professores para recuperar produtividade

Data da publicação

“O Estado de S. Paulo” é o mais antigo dos jornais da cidade de São Paulo ainda em circulação . Em 4 de janeiro de 1875, ainda durante o Império, circulava pela primeira vez “A Província de S. Paulo” – seu nome original.

Data da publicação

Em menos de 10 dias, quase metade dos 645 municípios de São Paulo aderiu a um programa emergencial de formação de professores da rede pública lançado pela Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), que tem como objetivo fortalecer o ensino educacional da rede pública estadual e enfrentar o aumento da defasagem de aprendizado de crianças e jovens com a pandemia da covid-19.

O programa é a ponta de lança da estratégia desenhada pelo novo presidente da Fiesp, Josué Gomes, para acelerar o processo de reindustrialização do País via aumento da produtividade.

Publicidade

O diagnóstico é de que, sem preparar melhor as novas gerações, continuarão faltando trabalhadores qualificados para atender à demanda da chamada “indústria 4.0”, como é conhecida a nova etapa de modernização industrial com uso de tecnologias avançadas. O baque do rompimento das cadeias globais de suprimento de insumos sofrido com a pandemia e a guerra da Ucrânia tornou essa mudança ainda mais urgente.

“Do ponto de vista econômico, esses programas novos de educação impactam, além do crescimento, a produtividade, que é um grave problema do Brasil”, diz Wilson Risolia, coordenador do programa e diretor do Serviço Social da Indústria (Sesi) de São Paulo. Segundo ele, o pano de fundo dessa política é que “não há indústria forte sem educação forte”.

De volta aos anos 1950

Pesquisas mostram que os efeitos negativos da pandemia na educação podem levar até dez anos para serem corrigidos. No Brasil, quase 30% dos jovens com 15 anos têm defasagem na formação educacional. Esses adolescentes acabam depois reforçando o contingente da geração “nem-nem”, como ficaram conhecidos os jovens que não trabalham nem estudam.

Publicidade

“Criamos soluções educacionais que são usadas na rede Sesi e que vamos dispor na rede pública”, explica Wilson Risolia, diretor da entidade. São atividades de reforço escolar para o ensino fundamental 1 e 2.

O programa foi desenhado para garantir um treinamento aos professores com uma atuação personalizada junto aos estudantes, dividido em duas frentes: alunos do 1.º ao 5.º ano, para consolidação da alfabetização; e alunos do 6.º ao 9.º ano, com foco na elevação dos índices de proficiência em língua portuguesa e matemática.

Adesão

Entre os municípios que aderiram ao programa, há tanto cidades de maior porte, como Araçatuba e Taubaté, quanto menores, como Dourado (tem cinco escolas) e Torre de Pedra (com apenas uma unidade escolar).

Segundo o economista-chefe da Fiesp, Igor Rocha, a participação da indústria de transformação no PIB voltou para o patamar dos anos 50. Em 2021, ficou em 11,3%. Em 1953, estava em 11,4%. O pico de 21,8% foi alcançado em meados dos anos 80.

Serão 80 horas de formação com acompanhamento de resultados, no atendimento presencial, direcionado às escolas de cidades com até 100 mil habitantes – que representam 90% do total de municípios do Estado. Os outros 10% maiores participarão do programa na modalidade remota, com carga horária de 40 horas. O programa emergencial está dentro de um guarda-chuva que inclui a formação de docentes e gestores via pós-graduação na Faculdade do Sesi.

Também com a finalidade de melhorar a competitividade industrial, a Fiesp irá oferecer um trabalho para a transformação digital gratuita para 40 mil indústrias com faturamento anual de até R$ 8 milhões, por um período de quatro anos.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Autor

“O Estado de S. Paulo” é o mais antigo dos jornais da cidade de São Paulo ainda em circulação . Em 4 de janeiro de 1875, ainda durante o Império, circulava pela primeira vez “A Província de S. Paulo” – seu nome original.

Receba informações do mercado financeiro no seu celular gratuitamente

Compartilhe esse post nas suas redes!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Você pode se interessar por

Publicidade

Leia também

Publicidade

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão. Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso. Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Publicidade

Telegram Acionista

Os principais destaques do mercado! A melhor cobertura.

Esse site usa cookies para personalizar o conteúdo, propagandas e acompanhar o tráfego de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.