Esclarecendo dúvidas sobre finanças pessoais

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Receba notícias por Whatsapp

Receba notícias pelo Telegram

dúvidas

Muitas pessoas que acompanham meus artigos e que se interessam por educação financeira e finanças pessoais ainda tem várias dúvidas quando o assunto é a organização das finanças pessoais e lidar com dinheiro de uma forma saudável.

Por isso resolvi trazer algumas perguntas que meus seguidores das redes sociais e clientes no inicio do processo de consultoria costumam me fazer para procurar esclarecer algumas destas dúvidas.

Espero que elas possam ajudá-la(o) a entender melhor e principalmente melhorar sua vida financeira.

Qual o melhor investimento atualmente?

Essa é uma das perguntas campeãs que eu escuto e outros consultores e educadores também!

Não existe “O” melhor investimento que atenda a todo mundo. É claro que todas as pessoas querem ganhar mais e ter melhores resultados, porém existem regras para se investir adequadamente e a criação de uma estratégia que faça sentido para você e seus objetivos.

Por isso não fique indo atrás de quem dá “dicas” de melhores investimentos porque isso pode te custar caro.

Aprenda como investir da forma correta.

É melhor eu ir guardando dinheiro no Tesouro Direto e ir sacando mês a mês?

Sempre é melhor ter seu dinheiro em um investimento do que parado na conta corrente, porém é importante que o dinheiro para uso do seu dia a dia esteja disponível para você imediatamente.

Se estivermos falando da sua reserva financeira, ela também deve estar em um investimento líquido. Você pode, sim, utilizar o Tesouro SELIC mas atualmente existem CDB’s e fundos de investimento DI que podem ser mais interessantes.

Como eu faço para me organizar melhor financeiramente?

Existem etapas importantes e necessárias para se organizar. Não adianta querer começar a investir se você tem dívidas pendentes (a não ser em casos muito específicos), por isso é necessário você seguir estes passos:

  1. Primeiro entenda qual a sua real situação atual
  2. Busque todas as informações sobre dívidas e credores, caso você as tenha
  3. Defina metas e objetivos do que você quer, quais são os seus objetivos financeiros
  4. Faça um orçamento inteligente para definir o caminho que irá seguir
  5. Acompanhe seus gastos para poder analisar em relação ao que você orçou (crie um histórico)
  6. Faça uma análise, pelo menos, de 6 em 6 meses para ver quais ajustes você terá que fazer em seu plano
  7. Entenda e faça as melhorias necessárias para continuar crescendo financeiramente

Vou ter que fazer um empréstimo, para conseguir me manter, o que é melhor eu fazer?

Primeiramente avalie todas as possibilidades existentes para garantir que não há como evitar o empréstimo. Por exemplo, emprestar de um familiar­ ou alguém de confiança para que você não pague juros, pelo menos não um juro que seja abusivo.

Ou até mesmo na empresa em que trabalha (algumas empresas fornecem adiantamentos com taxas muito menores que os bancos ou até mesmo sem taxas, com desconto em folha).

Entretanto, como nem sempre essas opções existem, se o empréstimo é realmente necessário frente à situação que está enfrentando, procure os empréstimos através de pessoa física via aplicativos e plataformas sociais ou opções de crédito pessoal, o chamado CDC (pesquise as taxas de juros na internet antes).

Fuja do rotativo do cartão de crédito e do cheque especial

Consultoria financeira é só para quem tem muito dinheiro?

Esta é uma das dúvidas comuns, também.

Mas a resposta é NÃO. Serve para todas as pessoas, pois lidar com dinheiro e construir patrimônio é importante para todos.

Imagine uma pessoa que está endividada, a prioridade é sair delas e com uma consultoria, além de ser muito mais rápido, o custo-benefício é muito maior do que usar a tentativa e erro sozinha(o).

Já para quem quer se organizar, saber quais os passos corretos e como aplicá-los acelera muito o tempo para ter resultados, isso a consultoria também proporciona.

Para quem quer aprender ou melhorar seu portfólio de investimentos também é uma forma de potencializar muito mais rapidamente seu crescimento.

E o retorno do investimento de uma consultoria é muitas vezes maior e serve para a vida toda, além de ser acessível a praticamente todas as pessoas.

Se quiser maiores informações é só clicar aqui.

Há fundos que tem o ouro como investimento? Se sim, quais são?

Sim. O ouro por ser uma commodity normalmente é utilizado como proteção da carteira porque em tempos de crise ele se valoriza.

Mas lembre-se que ele não deixa de ser renda variável e por isso sempre tem maior risco. Cautela na hora de investir e conheça bem as regras antes de aplicar seu dinheiro.

Fundos com histórico de boa performance e taxas de administração mais baixas nesta modalidade são:

  • Trend Ouro FIM da XP Vista Asset Management
  • Órama Ouro FIM

ATENÇÃO: A informação acima NÃO é uma recomendação de investimento, somente uma amostra do histórico de boa performance de fundos e um exemplo dos produtos existentes no mercado.

Uma palavra final

Vejam que são muitas as dúvidas existentes e os temas também. Costumo responder aos questionamentos das pessoas através das minhas redes sociais, meu e-mail e também através deste formulário.

Se tiver dúvidas é só perguntar através de um destes canais.

E lembre-se: “Com educação financeira, se vai mais longe!”

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Publicidade

Leia também

Destaques da bolsa ativos durante o pregão - das 10h as 17h - Fonte: Google Finance - delay aprox. de 20 min.

*Dados inativos fora do horário do pregão.

Nossa missão é ajudar você a investir melhor com uma variedade de conteúdos, de diversas fontes. Acreditamos que quanto mais você se informa, melhor você decide!