quinta-feira, abril 2, 2020

ENEVA (ENEV3) muda estratégia de financiamento da possível aquisição da AES Tietê

-

O plano inicial da empresa era obter empréstimo bancário de R$ 2,75 bilhões, que é o quanto ela teria de pagar pela operação e refinanciar esse montante no mercado de capitais.

Agora, com novas condições de mercado, a Eneva optou por manter o empréstimo bancário até que as condições de mercado de capitais e debêntures melhorem.

Impacto: Marginalmente negativo. Com o novo cenário a empresa optou por permanecer com a dívida bancária. Com relação à outros projetos da companhia, ela já reportou atraso de cerca de 30 dias para a entrega de equipamentos para a caldeira da térmica de Jaguatirica (RR) e de 35 dias para equipamentos da turbina a vapor da térmica Parnaíba V (MA).

Confira os principais destaques das empresas

A principal referência do mercado financeiro.

Aqui no Acionista você tem a oportunidade de ler, comparar e decidir.

Trabalhamos em prol do investidor, aproximando em apenas um local diversas opiniões, sugestões e expectativas para o mercado.

CONHEÇA AS NOSSAS ASSINATURAS

Guide Investimentos
Uma das maiores corretoras do mercado, sendo uma plataforma aberta de investimentos com escritórios em todo Brasil e com importantes premiações e certificações de qualidade.

Últimas Notícias

 

Bolsa de Valores