Indústria automobilística – Produção em junho mostra forte recuperação comparada a maio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Receba notícias por Whatsapp

Receba notícias pelo Telegram

A produção de veículos no Brasil em junho de 2020 somou 91,7 mil unidades, volume 58,5% menor que em igual mês de 2019; segundo os dados da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (ANFAVEA). Comparado a maio/20, houve um crescimento de 129,1% no total produzido em junho.

A produção de veículos continua afetada pela redução na mobilidade e na demanda, em função das medidas para combate à pandemia de Covid-19. Porém, o forte aumento do volume produzido em relação ao mês anterior, é muito positivo e mostra a possibilidade de rápida recuperação desta indústria.

O ritmo de produção da indústria automobilística é um importante indicador antecedente para o faturamento dos fabricantes de veículos e autopeças (Marcopolo, Randon e Tupy), assim como para as siderúrgicas (Usiminas, CSN e Gerdau).

Os licenciamentos (vendas) de veículos novos nacionais em junho foram de 115,7 mil unidades, 42,3% maior que no mesmo mês de 2019. No acumulado do semestre, o volume de vendas mostra uma redução de 38,8%. Porém, em relação a maio/20, houve um crescimento de 102,6% nas vendas totais de junho. Interessante notar que a venda de caminhões em junho/20, apesar da crise neste ano; cresceu 14,1% em relação aos dados deste mês em 2019, o que é positivo para a Randon e Tupy, que são fornecedoras deste segmento.

Os valores das exportações em junho foram de US$ 478 milhões, 42,2% menos que em jun/19, com o acumulado em seis meses atingindo US$ 3,0 bilhões (-40,8 que no ano passado). Na comparação com maio, as exportações cresceram 50,4%.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Publicidade

Leia também

Destaques da bolsa ativos durante o pregão - das 10h as 17h - Fonte: Google Finance - delay aprox. de 20 min.

*Dados inativos fora do horário do pregão.