Publicidade

Onde investir com títulos do Tesouro Direto nas alturas?

Tempo de leitura: ‍

Conforme o cenário semanal da renda fixa, investidores atentos estão buscando oportunidades em meio à volatilidade. Na última semana, os prêmios dos títulos do Tesouro Direto atingiram patamares interessantes, em linha com as oscilações dos juros futuros que chegaram a precificar uma Selic terminal na na faixa de 10,50 a 10,25%. Ou seja, com juros DIs oscilando entre 10,21% a 10,47% na curva.

O mercado local continua com sua correlação positiva com as Treasuries (títulos do Tesouro dos EUA), impactando renda fixa e renda variável. A dúvida paira sobre os rumos da política monetária, pois a postergação do ciclo de corte nos EUA poderá impactar nas decisões sobre os nossos juros locais.

Dessa forma, a expectativa do mercado é de um corte de 0,25 pontos percentuais na Selic na próxima reunião (08 de maio) e não mais os 0,50. Além disso, algumas projeções apontam para uma taxa terminal em torno de 10,25% para o final de 2024. Assim, influenciando os movimentos nos mercados com investidores ajustando suas posições.

Estratégias para Navegar na Complexidade das Curvas da Renda Fixa

Diante desse cenário, os investidores devem adotar uma abordagem equilibrada observando o aumento dos rendimentos do Tesouro Direto. Chama a atenção o título IPCA+ 2029 com taxa de 6,11% acima de outros títulos com vencimentos mais distantes. Conforme a composição da sua carteira e o seu perfil de investidor (conseguindo respeitar o médio/longo prazo ou até carregar até o vencimento), o título está com um janela interessante para alocação.

A diversificação entre diferentes prazos, indexadores e emissores pode ajudar a mitigar o risco e capturar oportunidades em diferentes cenários econômicos. Quem está seguindo as recomendações dos FIIs e as sugestões dos FIPs e Infras, deve ter notado que os FIIs de papel e o fundos de infraestrutura conseguiram apresentar estabilidade de preços. No caso dos infras, dê uma olhada no BDIF11, talvez possa interessar.

Dessa forma, observando o momento, parece que estamos em uma janela de alocações e não de realizações. Isto é, o mercado está propício para investir (iniciar ou reforçar posição) e não para vender (colocar o lucro no bolso), seja na renda fixa como na renda variável. Por isso, interpretamos o movimento de pessimismo como oportunidade para entrar nos ativos, seja via Tesouro Direto (parece interessantes os prazos médios IPCA+), os TOP 5 FIIs de papéis do consenso de Clube, bem como os primeiros 4 mais sugeridos da categoria FIPs e Infras.

Seja paciente e aproveite estes momentos para aumentar os aportes nos investimentos. Transformando a volatilidade em oportunidades de crescimento e prosperidade financeira a longo prazo.

Rendimento dos títulos do Tesouro Direto

Fonte: Tesouro Direto no dia 29/04/2024

Temas que estarão em destaque nesta semana

A temporada de balanços trimestrais continua no mercado internacional e ganhará força nesta semana aqui no Brasil (praticamente todas as empresas da Bolsa divulgarão seus números nas próximas duas semanas). Além disso, a reunião de política monetária do Fed, marcada para quarta-feira (01), promete trazer insights importantes sobre a trajetória dos juros nos Estados Unidos. Espera-se uma manutenção das taxas acompanhada de comentários cautelosos por parte do presidente Jerome Powell, em meio aos dados robustos de inflação e atividade econômica.

No Brasil, além da temporada de resultados que ganhará volume nos próximos dias, uma série de indicadores econômicos serão divulgados. Nos destaque estarão os números relacionados ao mercado de trabalho, produção industrial e desempenho fiscal do governo central.

Diante desse cenário dinâmico, os investidores devem permanecer atentos e flexíveis, ajustando suas estratégias conforme novas informações e eventos se desdobram. A volatilidade pode criar oportunidades para aqueles que estão preparados para agir com rapidez. A diversificação da carteira, com alocações em diferentes classes de ativos, pode ajudar a mitigar os riscos e capturar possíveis ganhos em meio à incerteza.

Quer saber quais as recomendações para investir na renda fixa? Veja as análises e sugestões conforme diversos analistas no Clube Acionista, por aqui.

Publicidade

Este post está disponível na íntegra no Clube.Acionista

Picture of Gustavo Guerses

Gustavo Guerses

Especialista em Investimentos e Gestão CEA; CFG e CGA pela Anbima, Corretor de Capitalização Seguros e Previdência pela ENS, Promotor de Crédito e Correspondente no País pela ANEPS e Conselheiro do Portal Acionista. Te ajudo a construir uma carteira de investimentos. Agende uma consulta aqui.
Wealth Manager CEA CEA
Picture of Gustavo Guerses

Gustavo Guerses

Especialista em Investimentos e Gestão CEA; CFG e CGA pela Anbima, Corretor de Capitalização Seguros e Previdência pela ENS, Promotor de Crédito e Correspondente no País pela ANEPS e Conselheiro do Portal Acionista. Te ajudo a construir uma carteira de investimentos. Agende uma consulta aqui.
Wealth Manager CEA CEA

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria, quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão. O conteúdo da publicação pode conter elementos de texto gerados por inteligencia artificial. Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso. Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Mais destaques

Juros reais superam 6% diante de incerteza; onde investir?

Os juros reais de longo prazo no Brasil atingiram a marca de 6%, permanecendo em seu nível mais alto dos últimos 14 meses. Este cenário tem gerado apreensão entre investidores, especialmente diante do aumento da percepção de risco e incertezas fiscais. Com os juros mais elevados nos Estados Unidos, a

Carteira BDR: Quem entra, quem sai na estratégia internacional

Algumas alterações específicas na carteira BDR do BTG para o mês dos santos festeiros no Brasil foram feitas. Os analistas retiraram a Fortinet e a Stone. Sendo que a principal alocação na carteira recomendada é o setor de tecnologia (33% do total). Isso porque, segundo eles, a visão para o

Alta do dólar: veja onde investir e como se proteger

Recentemente o dólar atingiu o patamar de R$ 5,38, impulsionado por uma conjunção de fatores econômicos adversos tanto no cenário global quanto doméstico. Ou seja, essa valorização reflete a expectativa de juros elevados nos EUA por um período prolongado e incertezas políticas na Europa, além de preocupações locais sobre a

Libere todas as recomendações para investir

Mais lidas

Esse site usa cookies para personalizar o conteúdo, propagandas e acompanhar o tráfego de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.