Setor de Varejo: Black Friday terá descontos limitados

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Receba notícias por Whatsapp

Receba notícias pelo Telegram

Um dos eventos mais relevantes para o setor de varejo se aproxima. Este ocorrerá na última semana de Novembro e será a Black Friday mais digital da história. No entanto, nesse ano os descontos serão limitados.

A mudança na estratégia e nos planejamento das empresas, de limitar ações comerciais muito agressivas; é baseada na falta de insumos e embalagens no país, além do câmbio desvalorizado.

A projeção da consultoria Ebit-Nielsen é de uma alta nas vendas totais em valor de 9% a 12% (só o comércio eletrônico deve crescer quase 30%); uma expansão que reflete, em parte, o aumento dos preços de eletrônicos e de alimentos.

A consultoria ainda estima expansão de 27% na venda do comércio eletrônico comparada a mesma data em 2019. Em 2020, até junho, o crescimento foi maior, de 47%.

Alguns fatores que devem impactar são a redução do auxílio emergencial de R$ 600 pra R$ 300 e a compra antecipada de muitos produtos através do e-commerce, no período onde muitos estavam isolados em suas casas.

Projeções da Gfk e Google estimam que o maior destaque deva vir de itens já previstos no orçamento; e voltados ao home office, como notebooks, eletrodomésticos, celulares e móveis para casa.

Impacto: Marginalmente Positivo. A data permite com que o setor tenha uma grande alavancagem de suas vendas. No entanto, no ano de 2020, devido ao aumento do uso do e-commerce durante o período de isolamento social, muitas compras já foram realizadas de forma antecipada, estimuladas pelas campanhas mais promocionais que vieram para contrabalancear a perda no fluxo das lojas físicas por parte das varejistas. Ainda assim, as expectativas para o evento são bastante positivas.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email