Publicidade
Publicidade
Publicidade

Modalmais: Ata do Copom

Data da publicação

Categoria

Modalmais é um banco de investimentos brasileiro. Trabalha com médios e pequenos investidores sobretudo através de sua plataforma digital Modalmais. Conheça mais sobre os conteúdos do banco em www.modalmais.com.br/blog

Categoria

Data da publicação

Bottom line:
• A ata da 247ª reunião do COPOM reforça a perspectiva da necessidade de uma elevação adicional da taxa SELIC na reunião de agosto e indica a manutenção da taxa básica de juros em patamar consideravelmente contracionista durante longo período de tempo.

• Matemos nosso cenário para a taxa SELIC inalterada, com mais uma elevação de 50 pontos base em agosto e posterior manutenção do juro neste patamar até o segundo semestre do ano que vem.

Comentário:

A ata da 247ª reunião do COPOM reforça a perspectiva da necessidade de uma elevação adicional da taxa SELIC na reunião de agosto e indica a manutenção da taxa básica de juros em patamar consideravelmente contracionista durante longo período de tempo. O documento é hawk vis-à-vis o comunicado de semana passada.

Em nossa leitura, destaca-se principalmente a informação contida entre o parágrafo 15 ao parágrafo 18. A deterioração nos determinantes de inflação de curto e longo prazo foi explicitada pelo Comitê e corrobora as projeções em nosso cenário.

Evidencia-se especificamente no parágrafo 16 que “a estratégia de convergência para o redor da meta exige uma taxa de juros mais contracionista do que o utilizado no cenário de referência por todo o horizonte relevante.” Note-se que, no cenário de referência, a Selic estava em 13,25% para 2022 e 10,0% para 2023.

Assim, acreditamos que o COPOM sinaliza de forma mais evidente que não há intenção de se reverter no curto prazo a dose de aperto monetário implementado. Portanto, ganha em probabilidade nosso cenário alternativo de que a taxa de juros possa permanecer no patamar de 13,75% até o segundo semestre do ano que vem.

Em relação a outros pontos da ata, destacamos: (i) a leitura sobre os riscos internacionais pelo COPOM; (ii) a manutenção presente no comunicado da avaliação sobre as medidas fiscais para controlar a inflação em tramitação; e (iii) a percepção de que a revisão e a surpresa positiva do crescimento da atividade estão ligadas ao processo de normalização da economia e ao estímulo fiscal transitório no primeiro trimestre.

Sobre o cenário global, em especial, o Comitê avalia que os desenvolvimentos decorrentes dos problemas nas cadeias globais de produção e da guerra na Ucrânia podem ser sentidos no longo prazo e ter impactos inflacionários prolongados no mercado de bens (“regionalização da cadeia de suprimentos”).

Por outro lado, o COPOM já antecipa uma desaceleração global em função das tensões geopolíticas e do aperto das condições monetárias e financeiras em diversas economias. Esses fatores podem reverter, mesmo que parcialmente, a trajetória das commodities em moeda local.

Em nossa leitura, o COPOM reforça a piora na dinâmica inflacionária e nos riscos reconhecidos no comunicado. Matemos nosso cenário para a taxa SELIC inalterada, com mais uma elevação de 50 pontos base em agosto e posterior manutenção do juro neste patamar até o segundo semestre do ano que vem.

Felipe Sichel
Sócio e economista-chefe do Modal

Autor

Modalmais é um banco de investimentos brasileiro. Trabalha com médios e pequenos investidores sobretudo através de sua plataforma digital Modalmais. Conheça mais sobre os conteúdos do banco em www.modalmais.com.br/blog

Receba informações do mercado financeiro no seu celular gratuitamente

Compartilhe esse post nas suas redes!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Você pode se interessar por

Publicidade

Leia também

Publicidade

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão. Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso. Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Publicidade

Telegram Acionista

Os principais destaques do mercado! A melhor cobertura.

Esse site usa cookies para personalizar o conteúdo, propagandas e acompanhar o tráfego de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.