Publicidade

Mergulho na Economia Azul – A Vez do Oceano

Data da publicação

Categoria

Repórter em veículos como Folha de S.Paulo e O Estado de S.Paulo, atuou também como apresentador do programa ECO Negócios, na ECO TV. É MBA em Comunicação e Relações com Investidores e diretor na Virtual Comunicação.

Categoria

Data da publicação

Se o humano ainda não conseguiu mapear 10% de todo o Oceano (assim mesmo, no singular, pois a nova conceituação vê os `sete mares` como único, em suas conexões no planeta), como pular de cabeça nessa imensidão? Está colocado o tamanho do desafio: conhecer todo o potencial das águas e explorar, dignamente, de forma sustentável. Não é difícil encontrar pessoas ligadas ao Oceano que enxergam nele a base de sustentação no futuro, pois das águas vamos retirar alimentos, minérios, energia limpa e muitos etecéteras, além, é claro, de saber que este é o maior filtro do ar, absorvendo gases e produzindo dez vezes mais oxigênio que as florestas – quando comparadas áreas equivalentes, em condições plenas de luz para as respectivas fotossínteses –, demonstrando que o pulmão do mundo é o Oceano e não a Amazônia. Não à toa, a Marinha do Brasil chama o nosso mar territorial de “Amazônia Azul”, dada a sua riqueza.   

Foi com o propósito de discutir tais questões que aconteceu a Marina Week, o maior evento sobre o mar, no país, realizado pela Scientific American Brasil e a Cátedra Unesco para a Sustentabilidade do Oceano (vinculada aos Institutos Oceanográfico e de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo). Mais de 2.000 pessoas acompanharam, presencialmente, a também chamada “Semana do Mar”, e outras 4.500 (via plataforma do youtube), entre os dias 1 e 5 últimos, no Memorial da América Latina, em São Paulo. Houve um super talk show de abertura, batizado como “O Som do Mar”, indo do folclore a Dori Caymmi.

Em meio à extensa programação tivemos três seminários (Cultura Oceânica nas Escolas; Economia Azul e Empreendedorismo – do qual participamos moderando o painel “O mercado financeiro e o investimento na Economia Azul” –; e Futuro do Oceano), além de encontros sobre velas, surfe e mergulho e um de documentaristas, debatendo cinema. Em paralelo às proposituras e ações afirmativas, discutiram-se também os vários problemas, como pesca predatória, proteção à natureza, despejo de esgotos e a montanha de plásticos que se despeja neste santuário terráqueo. De acordo com relatório do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), o plástico representa 85% dos materiais descartados no Oceano. São aproximadamente oito milhões de toneladas/ano que vão parar nas águas, comprometendo a vida marinha, ao afetar brutalmente os ecossistemas e a vida de quem depende do mar para subsistência.

Que Netuno, o mitológico deus do mar, conceda-nos a piedade necessária para retomarmos a sanidade e cuidarmos dignamente do berçário original da vida.

15 TRI

“Economia Azul – Um Mar de Oportunidade Sustentáveis para o Brasil” é o título da matéria de capa da revista RI (parceira deste Portal), edição de abril último. Nesta, o professor Alexander Turra (titular do Instituto de Oceanografia da USP e organizador da Marina Week) lembrou das potencialidades do Oceano, destacando que a produção de energia por correntes marítimas, ondas e ventos deverá aumentar o volume em até 40 vezes no ano 2030. Além dos 12 milhões de novos empregos, estima-se que por meio da aquicultura o mundo vá criar seis vezes mais alimentos e, no final da década, se contabilizarão US$ 15 trilhões de investimentos sustentáveis.

E, (muitos) negócios à parte, o professor Turra (doutorado em ecologia e condecorado pela Marinha do Brasil e pela School of Ocean Sciences, Bangor University, do Reino Unido) cunhou uma frase revelando o seu efetivo envolvimento com a causa: “O oceano é inspirador e envolvente; que esteja na cabeça, no coração e na alma de todos”. 

HUB

O executivo e empreendedor serial Edmar Moraes foi um dos interessados no tema Oceano que passou pelo Memorial da América Latina. Durante a Marina Week lançou um HUB de negócios envolvendo a Economia Azul (https://ilhahub.com.br/), que fisicamente estará sediado em Ilhabela, Litoral Norte de São Paulo.

ENERGIA

E já que o assunto da semana é energia, vamos à Eletrobras. Após uma certa espera, cercada de expectativa por parte do mercado, abriu-se o período de reserva de ações da companhia estatal. O investidor Pessoa Física interessado em participar da privatização poderá fazer a reserva até a quarta-feira, 8.

O prazo, aberto na última sexta, vale para aquele que desejar adquirir as ações da Eletrobras diretamente ou indiretamente, usando parte do Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS).

Para o investidor que optar por transferir os valores de outros Fundos – como os da Petrobras e da Vale – para FMPs que serão criados da Eletrobras, o prazo terminará nesta segunda, 6.

FORÇA

A Eletrobras tem hoje 12.000 funcionários, sendo a maior produtora e distribuidora de energia elétrica no Brasil, com quase 40% de toda a matriz energética do país, com mais de 180 bilhões de reais em ativos. Ou seja, não tem como o país funcionar sem ela.

A observação, acima, é de Rogério Araújo, educador financeiro e consultor de finanças, sugerindo alocação de um máximo de 20% desses 50% para a compra, “pois ações são sempre um negócio de risco”. E ressalva: “O FGTS rende hoje apenas 3% ao ano, um absurdo. Dificilmente haverá um investimento que renda tão pouco. Quem investiu o FGTS no passado em ações da Petrobras e da Vale sabe que o retorno pode ser altíssimo”…

CARROS

Maior locadora de automóveis do país, a Localiza finalmente passou por toda a tramitação necessária a fim de incorporar a marca Unidas. Para o match agora só falta a homologação da Assembleia. E os acionistas estão convocados para a AGE do dia 27 próximo. 

VOLUMES

Publicidade

A cobertura completa para atrair bons investimentos

A Bolsa de Valores tem estado bem na foto, mas há que se fazer a observação de seu recuo, em volume negociado, neste ano. De 2019 para 2020, o volume diário saltou de R$ 17,2 BI para R$ 29,8 BI. No ano passado passou para R$ 33,4 BI e nos primeiros cinco meses deste ano – quase metade de 2022, portanto – o volume caiu para R$ 30,5 BI.

CONSÓRCIO

Em parceria com o fundo Honey Island by 4UM e a Urca Angels,

a B3 anunciou investimento de R$ 8,5 milhões na startup Turn2C. A iniciativa faz parte da estratégia da Bolsa de crescer além do negócio principal e marca sua entrada no mercado de consórcios.

Fundada em 2021, a Turn2C oferece soluções ao mercado de consórcios por meio de inteligência artificial, modelos matemáticos e estatísticos. A empresa tem mais de 1.400 parceiros, presença em 26 estados brasileiros, e segue investindo na expansão dos canais de distribuição. Com a solução da startup, os parceiros podem encontrar a melhor operação de consórcio, considerando o que o cliente quer comprar, quando e o quanto pode pagar, já que os produtos são atualizados diariamente.

AEA

A Associação Brasileira de Engenharia Automotiva (AEA) divulga na quinta-feira, 9, os resultados do “Prêmio AEA de Meio Ambiente – ESG”. Como anunciado no início do ano, a tradicional premiação agora tem também temas relacionados aos protocolos ESG (Environmental, Social and Corporate Governance).

Serão anunciados os vencedores das categorias “Inovação Tecnológica e Ambiental”, “Responsabilidade Social e Governança Corporativa” e a “Jornalística”. Neste ano concorreram 46 trabalhos e a banca de jurados foi formada por representantes de universidades, entidades correlatas e membros da diretoria da AEA.

CARBONO

Nesta sexta, dia 10, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) promoverá evento online sobre o Mercado de Carbono do Brasil.

https://fiesp.pub/MercadoCarbonoBrasil

CAGED

O Ministério do Trabalho e Previdência anunciará os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de abril nesta segunda-feira, 6.

Segundo as Projeções Broadcast, o Caged de abril deve registrar a criação de 179.328 empregos formais.

PIB

Se confirmado o Caged de abril com 180 mil empregos, em números redondos, significa que se pode projetar um número anualizado superior a 2 milhões de empregos formais. Isto somado ao PIB de 4,7% nos quatro últimos trimestres (encerrados em março), dá uma certa injeção de ânimo.

Cabe destacar que a melhora no primeiro trimestre de 22 veio por meio da recuperação do setor de serviços. Com o avanço da vacinação, e maior controle da pandemia, portanto, reduziram-se as restrições das atividades sociais e econômicas.

CAMPAINHA

Depois de passar por cerimônia semelhante, na Nyse, dia 26 último, o Instituto Brasileiro de Relações com Investidores (Ibri) comemorou seus 25 anos, na abertura do pregão da última quinta-feira, na B3. Estiveram, no toque da campainha, os presidentes do Conselho, Geraldo Soares, e o executivo Rodrigo Maia.

A alta direção do Instituto (também parceiro deste Portal) comentou a parceria com a Bolsa brasileira, rasgando elogios.

IBGC

O Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (outra entidade parceira do Portal Acionista) iniciou o processo de eleição dos membros da coordenação de seus Capítulos para o mandato 2022-2025. Interessados poderão se apresentar até o dia 20 deste mês. Haverá eleição nos 9 Capítulos: Brasília/Centro-Oeste (DF, GO, MT, MS, TO e RO), Ceará (e área de abrangência – AM, MA, PA e PI), Interior Paulista, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco (área de abrangência – AL, PB, RN e SE), Rio de Janeiro (área de abrangência – ES), Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Autor

Repórter em veículos como Folha de S.Paulo e O Estado de S.Paulo, atuou também como apresentador do programa ECO Negócios, na ECO TV. É MBA em Comunicação e Relações com Investidores e diretor na Virtual Comunicação.

Informações + Recomendações de investimentos em um só lugar

Compartilhe esse post nas suas redes!

Você pode se interessar por

Leia também

Publicidade
Publicidade

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão. Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso. Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Publicidade

Esse site usa cookies para personalizar o conteúdo, propagandas e acompanhar o tráfego de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.