Publicidade

ESG: lucro líquido da Suzano (SUZB3) cai 95%, mas segue recomendada

Tempo de leitura: ‍

Imagem: Freepik

Não foi tão bom o 1T24 da Suzano (SUZB3), mas tudo tem uma explicação e essa gigante do papel e celulose segue nas carteiras recomendadas. A empresa, que está entre as melhores com políticas ESG, registrou um lucro líquido de R$ 220 milhões no primeiro trimestre de 2024, uma queda anual de 95%. Números abaixo das expectativas do consenso em 6%, mas segundo analistas, ainda refletindo um ambiente de preços “desatualizado” e impactado por um grande investimento, o pré-Cerrado; prestes a entrar em operação.

O Ebitda totalizou R$ 4,558 bilhões no período, um recuo de 26% na mesma base de comparação. O movimento é explicado pelo fraco desempenho do resultado financeiro, impactado pelas variações cambiais. A empresa disse que a variação em comparação ao 1T23 é explicada sobretudo “pela variação negativa no resultado financeiro (resultado da desvalorização cambial sobre a dívida e sobre as operações com derivativos vs. valorização cambial positiva observada no 1T23) e queda no resultado operacional”.   

Segundo os analistas do BTG, a percepção é de que uma reprecificação das ações agora depende da existência de maior clareza sobre o futuro da alocação de capital. “Esperamos uma reação ligeiramente negativa a esses resultados.” 

Projeto Cerrado

De acordo com a análise do BTG Pactual, é encorajador ver que o projeto Cerrado está progredindo bem, com 94% de progresso físico e 97% dos investimentos financeiros aguardados já realizados. 

Resultados em normalidade, diz Ativa

Conforme relatório da Ativa, mesmo com o aumento da alavancagem em dólares, ocorrida em função do atual estágio da empresa em seu ciclo de investimentos, os resultados de Suzano (SUZB3) são vistos com normalidade e dispondo de viés altista. 

“Seguimos enxergando a companhia imersa em fundamentos positivos no mercado de celulose diante de aumentos de preço que ainda não estão valorados em seus números. Entendemos que, no momento, existe uma pressão por parte dos investidores por conta de rumores envolvendo a sua alocação de capital.”

Além disso, os analistas elevaram a exposição à Suzano após a empresa anunciar um aumento de US$ 30/ton para China, US$ 60/ton para a e Europa e de US$ 80/ton para a América do Norte para as vendas realizadas no mês de maio.

Sobre a aquisição da International Paper (IP)

Para os analistas da Genial, diante das reações negativas do mercado, “o cenário para as ações da Suzano pode carecer de catalisadores de alta a curto prazo, uma vez que a incerteza perante a alocação de capital pode criar um ruído (overhang) nas ações”. 

No entanto, a companhia afirmou oficialmente não ter feito uma proposta vinculante para a aquisição da International Paper (IP), mas o mercado permanece atento aos desdobramentos, considerando os potenciais impactos dessa transação na estratégia e na saúde financeira da Suzano.

“Nada obstante, a companhia esclarece que, até a presente data, inexiste qualquer documento formal ou celebração de qualquer acordo, vinculante ou não, por parte da Suzano, tampouco qualquer decisão ou deliberação de seus órgãos de administração em relação à potencial operação veiculada pela mídia”, disse a empresa, negando a notícia veiculada pela agência Reuters.

De acordo com o veículo, a companhia já havia indicado ao conselho de administração da IP que pretendia enviar formalmente a proposta de US$ 42,00 por ação, totalmente em dinheiro, em breve. A empresa disse que permanentemente analisa oportunidades de mercado e investimentos alinhados com a sua estratégia. 

Recomendações para Suzano (SUZB3)

A Genial vê a Suzano sendo negociada a um EV/Ebitda 24E de 6,3x (vs. 7,5x da média histórica), com um grau razoável de desconto. “Acreditamos que os preços das ações parecem não refletir a melhoria dos indicadores pós start-up do Projeto Cerrado no 2S24, inclusive na queda do COGS/t para R$500/t em 2025+ (vs. ~R$800/t hoje). Portanto, reforçamos nossa recomendação de compra, com um Target Price 12M de R$72,00, refletindo um upside +36,62%.”

O BTG Pactual também recomenda Compra, mas por causa do valuation. “Gostamos da tese de Suzano há muitos anos, mas temos percebido um alto nível de ansiedade por parte dos investidores recentemente após o fluxo de notícias desta semana.

“Por anos, os investidores deram à gestão o benefício da dúvida e a estratégia de crescimento tem dado certo. Agora, a percepção geral é de que os riscos são maiores, especialmente considerando que a via de crescimento na celulose pode estar um tanto quanto exaurida”, comentam os analistas.

Já a Ágora, avalia que a companhia registrou números operacionais sólidos, com os custos caixa de celulose em um leve declínio trimestral e os preços realizados de celulose num aumento de 9,00% em relação ao trimestre anterior — o que foi parcialmente compensado pelo volumes de vendas de celulose mais fracos acima mencionados. 

Quanto à divisão de papel, os analistas comentam que os menores resultados trimestrais foram explicados, principalmente, por volumes sazonalmente mais baixos, enquanto os preços permaneceram estáveis e o desempenho dos custos melhorou. Para eles, o projeto Cerrado continua no caminho certo para começar em junho de 2024. 

“Vemos potencial para os resultados melhorarem à medida que os preços mais elevados da celulose fluem através dos resultados, enquanto os custos devem permanecer em níveis controlados. Embora mantenhamos nossa recomendação de Compra para as ações da Suzano, acreditamos que elas poderão continuar pressionadas até que a visibilidade de sua estratégia de alocação de capital melhore”, comentam. 

Saiba o preço alvo, o potencial de valorização e quantas casas recomendam a compra da ação mesmo com resultados fora do esperado por aqui.

Publicidade

Clube Acionista

A maior cobertura para impulsionar sua carteira de investimentos

Agendas

Saiba quando as empresas vão pagar antes de investir.

Análises

Veja análises dos bancos e corretoras em um só lugar.

Carteiras

Replique carteiras dos bancos e corretoras para investir com segurança.

Recomendações

Descubra a média de recomendações de empresas e fundos.

Clube Acionista

A maior cobertura para impulsionar sua carteira de investimentos

Agendas

Análises

Carteiras

Recomendações

Comece agora mesmo seu teste grátis

Este post está disponível na íntegra no Clube.Acionista

Picture of Cátia Chagas

Cátia Chagas

Editora e produtora de Conteúdo do Portal Acionista e Clube. Foco em mercado de capitais; empresas e ESG. Atua também em Jornalismo de Produto (certificada pelo Knight Center for Journalism in the Americas). Jornalista graduada PUCRS; Especialização em Comunicação Política pela UNISC; MBA em Comunicação e Marketing para Mídias Sociais na Universidade Estácio de Sá; Especialização em Gestão e Governança Corporativa aplicada a práticas ESG. Com passagem pelos veículos G1RS; GZH e Grupo Sinos.
Picture of Cátia Chagas

Cátia Chagas

Editora e produtora de Conteúdo do Portal Acionista e Clube. Foco em mercado de capitais; empresas e ESG. Atua também em Jornalismo de Produto (certificada pelo Knight Center for Journalism in the Americas). Jornalista graduada PUCRS; Especialização em Comunicação Política pela UNISC; MBA em Comunicação e Marketing para Mídias Sociais na Universidade Estácio de Sá; Especialização em Gestão e Governança Corporativa aplicada a práticas ESG. Com passagem pelos veículos G1RS; GZH e Grupo Sinos.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria, quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão. O conteúdo da publicação pode conter elementos de texto gerados por inteligencia artificial. Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso. Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Mais destaques

Não é só papel: diversidade está em alta na Klabin (KLBN11)

A Klabin (KLBN11) não só está desbancando a gigante Suzano (SUZB3) nas preferências do mês no setor de papel & celulose como está muito em alta com suas políticas ESG. Segundo o último relatório de sustentabilidade da empresa, com a gestão do tema diversidade na Agenda 2030, “a Klabin quer

BDRS: commodities e empresas de tecnologia seguem na ponta 

Investir em empresas estrangeiras deixou de ser o bicho-papão há muito tempo. Está cada vez mais fácil ter uma carteira BDR à brasileira e com bons ativos. O Acionista destaca mensalmente o panorama macro desta modalidade.  Para junho, é bom que o investidor saiba que a bolsa americana segue sendo

Fundos Imobiliários envergam, mas não quebram

O mês de maio terminou com a sensação de que foi atípico para todo mundo. Fora as questões da economia e mercado financeiro, a tragédia climática no Rio Grande do Sul se tornou um case mundial sobre a importância de se olhar para as mudanças climáticas. Inclusive alguns Fundos Imobiliários

Libere todas as recomendações para investir

Mais lidas

Esse site usa cookies para personalizar o conteúdo, propagandas e acompanhar o tráfego de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.