Quatro empresas que estão entregando dividendos acima da Selic

Real

Independentemente do perfil de investidor, ter em carteira empresas que possuem características de distribuição de dividendos, pode ser uma boa estratégia. O equilíbrio de um portfólio que combina o risco e retorno precisa ser acompanhado da boa diversificação.

O perfil de cada investidor servirá para medir o percentual (%) que será destinado para cada característica de ativo. Da mesma forma que se separa Renda Fixa de Renda Variável, uma carteira de ações também precisa estar devidamente equilibrada.

A decisão por empresas que entregam dividendos é pela busca de uma “renda fixa” dentro da Bolsa. No qual, no cenário atual, com redução da Selic, será um meio para investidores correrem em busca de maior rentabilidade sob viés de juros. Acompanhado de empresas que apresentam menor perfil de risco dentro da Bolsa.

As ações que entram neste radar acompanham características comuns independente do setor em que atuam. Como a consistência no pagamento de dividendos (distribuição de lucros aos acionistas), múltiplos atrativos e geração de caixa. Números que confirmam a capacidade de monetizar seus acionistas sem colocar em risco o futuro e o crescimento da empresa.

Portanto, veja 4 empresas que estão entregando dividendos acima da Selic.

EmpresaDiv. Yield (%)
Banrisul (BRSR6)9,6%
Itaúsa (ITSA4)9,48%
Taesa (TAEE11)8,2%
Transmissão Paulista (TRPL4)9,9%

Confira a análise de Alexandre de Macedo Marques Filho -CNPI- da Corretora Elite, para os papéis que hoje constam entre algumas das empresas sugeridas na Carteira de Dividendos.

Banrisul (BRSR6):

O Banco possui um balanço mais sólido, tendo mostrado crescimento da carteira de crédito, principalmente nos segmentos de indivíduos e imobiliários e com redução dos atrasos. Além disso, tem focado em melhorar sua eficiência operacional e a trajetória de queda da inadimplência e limpeza da carteira. Portanto a tendência tende a favorecer o desempenho futuro do banco gaúcho.

Itaúsa (ITSA4)

Nossa expectativa de que o grupo ampliasse seu leque de investimentos este ano, deverá ser confirmada com a aquisição da Liquigás braço da Petrobras, pelo valor de R$ 3,5 bilhões. Além disso, a alta capacidade de rentabilidade, a Holding segue performando e reportando boa evolução de lucro. Todos esses fatores resultam em bons e recorrentes dividendos aos seus acionistas.

Taesa (TAEE11)

Controlada pela CEMIG a Taesa concluiu no mês de junho aquisição de participações minoritárias da Eletrobras na Transmineiras, no valor total de R$ 77,507 milhões. Além disso a companhia ainda mira aquisições e participações em ativos de pequeno e grande porte. Principalmente ativos da Eletrobrás e de leilões federais que devem ocorrer a partir do 4º trimestre de 2019. Em agosto a companhia adquiriu a linha de transmissão Rialma I.

Transmissora Paulista (TRPL4)

Historicamente considerada uma boa pagadora de dividendos. A companhia reportou um resultado trimestral (2T19) em linha com a expectativa do mercado. Podendo ser ainda melhor, no próximo trimestre em razão do reajuste tarifário. Junto a isso, pagou aos seus acionistas, no mês de agosto, juros sobre capital próprio de R$ 0,562 por ação. E se seguir seu histórico, deverá anunciar mais um provento neste segundo semestre.