Publicidade

Até tu, Magalu? 

Tempo de leitura: ‍

Reprodução

O queixo de muita gente deve ter caído nesta segunda-feira (13), ainda mais de quem não acompanha a Magalu, quando, após divulgação dos resultados 3T23, a companhia emitiu um Fato Relevante informando que foram “identificadas incorreções em lançamentos contábeis relacionadas ao período de competência do reconhecimento contábil de bonificações em determinadas transações comerciais, e decorrente do fato de certas notas de débito.”

De acordo com a empresa houve erros contábeis, com a redução no patrimônio líquido da companhia de R$ 322,1 milhões.

O investidor: como assim? 

O mercado: outra Americanas?

O baque piorou o que estava ruim, e as ações MGLU3 despencaram nesta terça-feira (14), -8,67% e às 14h estava valendo R$ 1,58. Um salve-se quem puder ou Deus nos acuda?

Isso iria contra a política de governança da empresa que lucrou R$ 331,2 milhões de forma líquida no terceiro trimestre, se a Magalu, lá em abril, não tivesse comunicado o erro, o que foi feito. Agora é saber como uma das maiores redes de varejo do país vai desenrolar esse novelo.

A Magalu tem 57,1% do Conselho da empresa ocupado por mulheres, com score no Índice TEVA  de 40,7, ocupando o 3º lugar. Por essas e outras que notícias “ruins”, principalmente depois do Caso Americanas em janeiro, que afetam o ESG de uma empresa que leva muito a sério os critérios de sustentabilidade como a Magazine Luiza, despertam desconfianças.

Cátia Chagas

Cátia Chagas

Editora de Conteúdo do Portal Acionista e Clube; gestora do espaço Mulheres em Ação; atuando também em Jornalismo de Produto (certificada pelo Knight Center for Journalism in the Americas). Jornalista graduada pela Famecos/PUCRS; pós-graduada em Comunicação Política pela UNISC; MBA em Comunicação e Marketing para Mídias Sociais na Universidade Estácio de Sá; pós-graduada em Gestão e Governança Corporativa aplicada a práticas ESG. Atuou como repórter em portais como G1RS e GZH e como Editora no Grupo Sinos.
Cátia Chagas

Cátia Chagas

Editora de Conteúdo do Portal Acionista e Clube; gestora do espaço Mulheres em Ação; atuando também em Jornalismo de Produto (certificada pelo Knight Center for Journalism in the Americas). Jornalista graduada pela Famecos/PUCRS; pós-graduada em Comunicação Política pela UNISC; MBA em Comunicação e Marketing para Mídias Sociais na Universidade Estácio de Sá; pós-graduada em Gestão e Governança Corporativa aplicada a práticas ESG. Atuou como repórter em portais como G1RS e GZH e como Editora no Grupo Sinos.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão. Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso. Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Mais destaques

Irani (RANI3) entra para o Índice Teva Mulheres na Liderança

Uma das principais indústrias de papel e embalagens sustentáveis do Brasil, a Irani conquistou mais um reconhecimento em relação à igualdade de gênero. A companhia passou a integrar a carteira do Índice Teva Mulheres na Liderança.  Promover mais mulheres a cargos de liderança é uma das metas da Irani em

WEG (WEGE3): R$118,8 milhões para o carbono neutro e aumento do lucro no 4T

Com um lucro líquido de R$ 1,744 bilhão no 4T23 (46,2% superior a 4T22) divulgado na manhã desta quarta-feira (21), a sustentabilidade sempre norteou a WEG (WEGE3). Sendo assim, a empresa catarinense também integra o Índice Teva Mulheres na Liderança desde 2022, promove políticas de diversidade e inclusão e conta

Banco do Brasil (BBSA3): prêmio por equilíbrio de gênero no CA

Ainda no clima de comemoração pelo lucro líquido ajustado recorde de R$ 35,6 bilhões em 2023 do Banco do Brasil (BBSA3), hora de falar de mais coisas boas. Não é de hoje que o BB é uma empresa sólida, de credibilidade e que recentemente também levou o título de marca

Mais lidas

ESPERE! Antes de sair...

Aproveite a oportunidade que não pode ser deixada para depois.

Esse site usa cookies para personalizar o conteúdo, propagandas e acompanhar o tráfego de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.