Abicab e Abras firmam parceria para prorrogar vendas de Páscoa nos supermercados

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
A indústria de Chocolates e o setor supermercadista prorrogaram o tempo de permanência dos produtos de Páscoa nos pontos de venda do País. A Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas (Abicab) e a Associação Brasileira dos Supermercados (Abras) divulgaram comunicado ainda na quarta-feira, 7, confirmando a informação antecipada pelo Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado.

Segundo as associações, o acordo para a extensão do tempo de comercialização dos produtos por mais duas semanas visa garantir que os consumidores que não conseguiram acessar aos itens até o feriado, devido ao fechamento do comércio em muitas cidades do País, possam fazer suas compras com mais tranquilidade e segurança.

Na prática, porém, a decisão indica que sobraram mais produtos nas prateleiras do que o esperado.

A previsão da Abras era de que houvesse alta de até 15% nas vendas relacionadas à data. Entre os chocolates, os itens mais baratos estavam entre as principais apostas dos varejistas em volume de vendas. O item caixa de bombom tinha projeção de 12,9% de alta, seguido de barras e tabletes, com aumento previsto em 11,8%, e Ovos de Páscoa até 200 gramas, com alta projetada em 9,4%.

As maiores altas esperadas, no entanto, eram para vinhos importados e bacalhau, porque com a variação do câmbio no último ano, os preços subiram, e o montante em dinheiro das vendas seria consequentemente maior. Esperava-se alta de 15,3% para os vinhos e de 15,6% para o bacalhau, por exemplo.

Segundo dados divulgados pela Serasa Experian, as vendas nacionais no varejo físico cresceram 1,9% durante a Semana Santa, de 29 de março a 4 de abril.

A leve alta aconteceu na comparação com o baixo nível de vendas registrado ano passado no período equivalente, de 6 a 12 de abril, que foi 23,8% menor que no ano anterior, o pior resultado de toda a série histórica, iniciada em 2007.

Receba conteúdos diariamente por e-mail

Estadão Conteúdo

Estadão Conteúdo

"O Estado de S. Paulo" é o mais antigo dos jornais da cidade de São Paulo ainda em circulação . Em 4 de janeiro de 1875, ainda durante o Império, circulava pela primeira vez "A Província de S. Paulo" - seu nome original.

Você pode se interessar por

Publicidade

Receba notícias pelo Telegram

Leia também

Tire dúvidas sobre investimentos

Últimas atualizações sobre

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Já acessou o
Clube Acionista hoje?

A conexão certa para seus investimentos

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.