A “Arte da Guerra” aplicada aos investimentos

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Tire dúvidas sobre investimentos

Receba notícias pelo Telegram

O livro, A Arte da Guerra, pode facilmente ser aplicada nos investimentos, basicamente envolvendo um princípio básico e fundamental: não perder dinheiro.

A obra é um clássico de Sun Tzu que marcou gerações de líderes ao redor do mundo, tratando sobre a estratégia militar mais importante da história. E, até hoje, são utilizadas por empresários, investidores, governantes e estrategistas modernos.

Os princípios da arte da guerra que Taizong utilizou podem ser aplicados a qualquer tipo de atividade. Entre os ensinamentos, talvez o mais importante seja a necessidade de conhecer profundamente a si mesmo, explicando com detalhes como chegar à este autoconhecimento.

Nos investimentos, muitas dicas podem ser usadas, entre elas está a principal que é não perder dinheiro. A partir disso, tentar obter ganhos escolhendo os momentos adequados para agir. Para obter a vitória – ou seja, ter um lucro superior a longo prazo –, o você precisa exercitar a disciplina e o autocontrole.

Confira o Livro.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também

Conheça o Painel Acionista: em um só lugar tudo o que você precisa saber sobre investimentos