Nós avisamos… Via Sustentável está mudando, para ficar ainda mais próxima do investidor. Confira!

NOVIDADES ESG 

LOCALIZA –  A Localiza&Co (RENT3) continua acelerando sua Agenda Sustentável. O destaque do 3º trimestre é o anúncio do empréstimo de R$ 1 bilhão junto à IFC (International Finance Corporation). A operação proporcionou redução de taxas, a partir de projetos vinculados ao Programa de ESG da companhia.

No aspecto diversidade, a Localiza lançou o grupo de afinidade 50+, para valorizar as diferentes gerações no ambiente de trabalho. Agora a L&CO conta com seis grupos: Gênero, Pessoas com Deficiência, Imigrantes, Raça, Etarismo e LGBTQIA+.

Detalhe: a notícia acima foi divulgada na estreia, quarta-feira última, da seção `Em Alta ESG`,  neste Portal.

Ações fecharam a R$ 60,80, na B3, na sexta, dia 17.

BRC – Com investimentos de R$ 14,8 milhões em 10 anos, o Consórcio de Pesquisas em Biodiversidade Brasil-Noruega (BRC) anuncia a renovação da iniciativa por mais cinco anos. 

Focado em apoiar a ciência na Amazônia e nas áreas de mineração, abordando temas como biodiversidade, inovação e sustentabilidade,o BRC é uma parceria entre a Hydro e quatro instituições de pesquisa: a Universidade Federal do Pará (UFPA), o Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG), a Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA) e a Universidade de Oslo (UiO). Nestes 10 anos de existência, o consórcio aprovou 26 projetos de pesquisa e 60 artigos científicos foram publicados. 

EMISSÕES – A Rede D’Or (RDOR3) já evitou a emissão de 570 toneladas de CO2 com a instalação de equipamentos automatizados de eficiência energética. “A eficiência é frequentemente ignorada pelas empresas, apesar de ser uma forma rápida e econômica de reduzir as emissões, frente a outras iniciativas”, explica Rafael Segrera, presidente da Schneider Electric para América do Sul. 

Ações Rede D’Or fecharam a R$ 25,21, na sexta, dia 17.

CERVEJA

Reduzir a dependência que a indústria brasileira de cerveja tem de insumos importados é o objetivo da Biosab Leveduras, startup de biotecnologia, localizada em Ribeirão Preto (SP), que anunciou a implantação de seu primeiro laboratório para desenvolvimento e fabricação de leveduras.

O projeto teve apoio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo (SDE), para licenciamento ambiental e levantamento de recursos. A cidade, que tem 17 cervejarias, está na rota de inovação paulista, que busca qualidade e competitividade.

PROCESSO

O Instituto Empresa, que se denomina representante dos investidores prejudicados, e que já processa as Americanas e os controladores, está mobilizando uma ação de ressarcimento contra as auditorias KPMG e PwC entendendo que as auditorias não apontaram quaisquer ressalvas às contas da companhia “por sucessivos resultados que podem mesmo se estender por uma década”.

De acordo com o advogado Adilson Bolico, do escritório especializado em defender os minoritários Mortari Bolico Advogados, há um problema estrutural no modelo de auditoria, em que a empresa auditada influencia o auditor. Ele enfatiza a necessidade de ação concreta dos gestores para obter ressarcimentos em episódios de fraude. “Vale destacar que a situação dos debenturistas é especialmente grave quando se trata de fundos de investimento. Os gestores baseiam-se, expressamente, para sua tomada de decisão em emprestar ou não dinheiro para a companhia, nos balanços e outros documentos auditados. Mesmo o Fundo Verde, conduzido por Luis Stuhlberger, reconheceu que foi enganado também pelo silêncio dos auditores”, afirma.

AGENDA

COP28 – A Conferência da ONU sobre as mudanças climáticas acontecerá em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, entre 30 deste mês e 12 de dezembro. A CCS Brasil, organização sem fins lucrativos que visa estimular as atividades ligadas à Captura e Armazenamento de Carbono (CCS), estará presente com Isabela Morbach e Nathalia Weber, dia 11/12, no Pavilhão Brasil, abordando o painel “Potencial Brasileiro em Remoção de Carbono: NBS, BECCS e DACCS no Contexto do Financiamento Climático e Mercado de Carbono”. 

PRÊMIO ABRASCA RELATÓRIO ANUAL terá sua festa de entregas e homenagens no dia 15 de dezembro próximo, na Arena B3, à praça Antonio Prado, 48, centro de São Paulo. O Prêmio Abrasca tem apoio de mídia do Portal Acionista. https://premioabrasca.com.br/

Petróleo nosso de cada dia

O consumo de petróleo deverá crescer 2,5 MM de barris/dia neste ano, segundo a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep). Ruim, do ponto de vista ecológico, bom para a economia que, em tese, afasta o risco de recessão já que o “ouro negro” é sempre um termômetro. Petroleiras felizes com a recuperação (ainda lenta, mas firme) dos preços no mercado internacional. 

Ações do setor subiram na semana que passou. Uma vez mais a COP (Conferência do Clima, da ONU) deverá se ocupar da transição energética.

Publicidade

CONHEÇA A COBERTURA QUE VAI

AUMENTAR SEU DINHEIRO NOS INVESTIMENTOS

Agendas, Análises, Recomendações, Carteiras e muito mais!