A 21ª edição
da Tecnoshow Comigo atraiu cerca de 135 mil visitantes e promoveu R$ 9,340
bilhões em negócios durante a semana em Rio Verde. Foram 690 expositores.

Em cerimônia de fechamento,
realizada às 16h desta sexta-feira, dia 12, o presidente do Conselho de
Administração da Cooperativa Comigo, Antonio Chavaglia, destacou que o
encontro, mesmo após enfrentar fortes chuvas – o que não acontecia há cinco
anos – resultou em mais um case de sucesso.

“Foram cinco dias bem trabalhados e
com números positivos para o cenário que enfrentamos atualmente. Além disso,
muitos dos negócios que começam aqui, terminam após a feira”, frisou, ao
destacar a participação de 55 novas empresas e a presença de tomadores de
decisão de diferentes partes do Brasil e do mundo.

Para atender aos visitantes e
suprir as demandas internas da feira, 320 colaboradores da Comigo participaram
diariamente do evento.Em prol do meio ambiente, a Tecnoshow Comigo,
além de reforçar o projeto de reciclagem de materiais descartados por
visitantes, com 115 mil toneladas de lixo, também distribuiu 21 mil mudas
nativas.

Economia local

Para além dos espaços da feira,
como frisou o prefeito de Rio Verde, Paulo do Vale, a edição de 2024 resultou
em um incremento de R$ 80 milhões ao comércio da cidade, alta de 8,5%
quando comparada com a edição anterior e mais de 14 mil empregos diretos e
indiretos.

A rede hoteleira, durante os cinco
dias de encontro, também foi 100% ocupada e o aeroporto da cidade contabilizou,
no mesmo período, 280 pousos e decolagens.“Há muito orgulho em se estar
em um ambiente tão pujante. É esse agro que queremos e precisamos”, afirmou o
prefeito.

Conteúdo ao produtor

Ao contar com o suporte de três
auditórios dedicados a conteúdo, foram contabilizadas mais de 100 horas
destinadas ao conhecimento por meio de palestras e dinâmicas, que abordaram os
mais diversos temas, como nutrição, mercado de grãos, pecuária, sucessão,
tecnologia e inovação e cooperativismo. Ao todo,6.800 pessoas passaram
por esses espaços.

No último dia do evento, a
programação seguiu com destaque para o papel da mulher no agro. Pela manhã, Ana
Amélia Paulino, Consolata Piastrella e Luciane Giacon debateram sobre o tema “A
pecuária me fez empreender”, com mediação da jornalista e apresentadora do
programacast Campo e Batom, Alessandra Bergmann.

O painel evidenciou que a força
feminina dentro do agronegócio brasileiro é exemplo de eficiência e comprometimento
com bons resultados. O encontro, ainda segundo a profissional, possibilitou que
os participantes do evento tivessem acesso a grandes cases de sucesso, com
conhecimento de dentro da porteira.

Na linha de frente da comunicação
entre o agronegócio e o público das redes sociais, a Relações Públicas e
defensora do agronegócio, Camila Telles encerrou a programação de palestras do
auditório 1 ao falar sobre o tema “Agro: o que muitos vivem e poucos
conhecem”.

Segundo a influenciadora, é
imprescindível que os profissionais de dentro da porteira se questionem
continuamente sobre o que podem fazer, com o que há disponível, para melhorar a
imagem do setor frente à sociedade como um todo.

“Pregar para convertido é fácil.
Temos que frisar que todo mundo se alimenta, ou seja, consome o agronegócio.
Por isso, precisamos repensar alguns posicionamentos, talvez algo mais sutil e
amigável”, indicou.

Publicidade

CONHEÇA A COBERTURA QUE VAI

AUMENTAR SEU DINHEIRO NOS INVESTIMENTOS

Agendas, Análises, Recomendações, Carteiras e muito mais!