Publicidade

Renda Fixa digital: Conheça essa modalidade, vantagens e riscos

Tempo de leitura: ‍

Imagem: Freepik

Você já ouviu falar sobre Renda Fixa Digital? Se não, está na hora de conhecer, suas vantagens, os investimentos oferecidos, os riscos envolvidos e o panorama regulatório desse mercado muito lucrativo quando bem gerenciado.

O que é Renda Fixa Digital?

Em essência, a Renda Fixa Digital segue o mesmo princípio da renda fixa tradicional: o investidor adquire um título e recebe, no futuro, o valor investido com juros. No entanto, o diferencial está na tokenização desses títulos, ou seja, no seu registro na blockchain, em vez de serem oferecidos por uma securitizadora. Isso significa que os custos são menores, o que permite oferecer retornos potencialmente maiores aos investidores.

Vantagens e Oportunidades

As vantagens da Renda Fixa Digital são atraentes. Com retornos potencialmente maiores, prazos de investimento mais curtos e isenção de Imposto de Renda para operações de até R$ 35 mil por mês, essa modalidade vem ganhando destaque no mercado. Além disso, a acessibilidade é um ponto forte, já que é possível investir a partir de R$ 100.

Investimentos oferecidos

A diversidade de investimentos na Renda Fixa Digital é um dos seus pontos positivos. Os ativos oferecidos incluem direitos de cotas de consórcio, precatórios, recebíveis e contratos de energia. Essa variedade permite aos investidores escolherem as opções que melhor se adequam aos seus objetivos e perfil de risco.

Riscos e considerações

Como em qualquer investimento, existem riscos associados à Renda Fixa Digital. O risco vai depender do emissor do ativo, sendo fundamental uma análise cuidadosa antes de investir. É importante considerar também que a modalidade ainda não é regulamentada, o que pode trazer incertezas adicionais para os investidores. Sendo assim, sugere-se que o aporte seja de 5 a 10% sobre o valor a ser investido em renda fixa tradicional.

A Renda Fixa Digital representa uma oportunidade para os investidores diversificarem suas carteiras e conhecerem novas possibilidades no mercado financeiro. Com retornos potencialmente atrativos, essa modalidade promete continuar ganhando espaço no cenário financeiro. No entanto, é necessário entender os riscos envolvidos e estar atento às evoluções regulatórias que possam impactar esse mercado em constante crescimento.

Publicidade
Eliete Amorim

Eliete Amorim

Pós-graduada em administração financeira e mercado de capitais (FGV). Especialista em Fundos Imobiliários e Educação Financeira.
Eliete Amorim

Eliete Amorim

Pós-graduada em administração financeira e mercado de capitais (FGV). Especialista em Fundos Imobiliários e Educação Financeira.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão. Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso. Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Mais destaques

Os principais erros na declaração do IR e como evitá-los

O mês de março está chegando e com ele o temido leão começa a bater na porta de todos os contribuintes, com isso começam as dúvidas e inseguranças na hora de preencher a declaração de Imposto de Renda (IR), preparei nove dicas com os principais erros pra você ficar atento.

Irani (RANI3) entra para o Índice Teva Mulheres na Liderança

Uma das principais indústrias de papel e embalagens sustentáveis do Brasil, a Irani conquistou mais um reconhecimento em relação à igualdade de gênero. A companhia passou a integrar a carteira do Índice Teva Mulheres na Liderança.  Promover mais mulheres a cargos de liderança é uma das metas da Irani em

A arte de não fazer nada: o ócio e o estímulo à criatividade

Você já se sentiu culpado por não fazer nada? A sociedade contemporânea (“sociedade do cansaço”), glorifica a agitação e dá pouco valor para os momentos de descanso e relaxamento. Mas a verdade é que nosso cérebro precisa de tempo ocioso para recarregar e renovar. Inclusive, não fazer nada não é

Mais lidas

ESPERE! Antes de sair...

Aproveite a oportunidade que não pode ser deixada para depois.

Esse site usa cookies para personalizar o conteúdo, propagandas e acompanhar o tráfego de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.