Radar Empresas: Magazine Luiza, BRF, Copel, Ultrapar e Invepar

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Tire dúvidas sobre investimentos

Receba notícias pelo Telegram

Magazine Luiza

Confira as notícias mais relevantes a respeito das principais empresas da bolsa de valores. No Radar Empresas de hoje temos Magazine Luiza, BRF, Copel, Ultrapar e Invepar.

Magazine Luiza (MGLU3) está de olho na privatização dos Correios

Atenção ainda às declarações do ministro das Comunicações Fábio Faria, de que há cinco empresas interessadas na privatização dos Correios. Dessa forma, segundo ele, a varejista Magazine Luiza, a gigante americana do e-commerce Amazon e as empresas de logística estrangeiras DHL e FedEx estão interessadas na compra da estatal.

Por fim, embora tenha dito cinco interessadas, o ministro citou nominalmente apenas quatro empresas, segundo o Estado de S.Paulo.

BRF (BRFS3) precifica oferta de títulos de dívida em US$ 500 milhões

A BRF precificou os seus títulos de dívida externa (senior notes) em US$ 500 milhões, mostra documento enviado ao mercado nesta quarta-feira (16).

Desse modo, segundo a empresa, a demanda dos investidores excedeu, aproximadamente, dez vezes o montante inicialmente ofertado. Assim, os títulos terão validade até 21 de setembro de 2050, remuneradas à taxa de 5,75% ao ano.

Copel (CPLE3) marca para novembro leilão de unidade de telecom

A estatal paranaense de energia Copel informou que seu conselho de administração autorizou a publicação de edital do leilão de desinvestimento de sua unidade de telecomunicações, agendado para 9 de novembro.

Desse modo, a Copel Telecomunicações terá preço mínimo de venda de 1,4 bilhão de reais para o “equity value”, disse a empresa em comunicado na noite de quarta-feira, no qual informou que o edital deverá ser publicado em seu site em 21 de setembro.

Não podemos nos deixar levar pelo pessimismo do momento. Você sabe como identificar oportunidades no Bear Market em tempos de crise? Descubra agora como ter êxito com o espaço que criamos para você! Experimente por 7 dias gratuitamente!

Ultrapar (UGPA3) vê aumento de competição nos próximos anos

A Ultrapar percebe pela frente um aumento da competição no mercado brasileiro nos próximos anos, à medida em que a quebra do monopólio da Petrobras no refino atraia novos agentes para o setor de combustíveis, apontou o Valor Econômico.

Portanto, a empresa busca por cortes de custos para se tornar mais eficiente e reforçar os investimentos em infraestrutura – que tem respondido por entre 20% e 25% de seu orçamento.

Invepar: TJ suspende liminares contra reestatização da Linha Amarela

A Invepar disse que o Superior Tribunal de Justiça suspendeu nesta data as decisões liminares que impediam a reestatização da concessão da via expressa Linha Amarela, objeto de contrato entre a LAMSA e a Prefeitura do Município do Rio de Janeiro. Assim, segundo a empresa, cabe recurso desta decisão do STJ e que providências legais estão sendo tomadas na tentativa de revertê-la.

Além disso, a Invepar também informou que o Município do Rio de Janeiro suspendeu a cobrança da tarifa de pedágio em ambos os sentidos na única praça de pedágio da Linha Amarela.

Fonte: Necton e Terra Investimentos.

A principal referência do mercado financeiro

Aqui no Acionista você tem a oportunidade de ler, comparar e decidir.

Trabalhamos em prol do investidor, aproximando em apenas um local diversas opiniões, sugestões e expectativas para o mercado.

FAÇA PARTE DO NOSSO TELEGRAM

Tempo é dinheiro. Poupamos seu tempo para que você foque no dinheiro.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também