A Petz (PETZ3) informou nesta sexta-feira (19), que assinou memorando (MOU) de entendimentos não vinculante para uma possível fusão com a Cobasi, que deve criar o maior negócio de “pet” do Brasil.

Com a fusão, a nova companhia terá uma rede de 483 lojas, e alcançará um faturamento bruto de aproximadamente R$ 6,9 bilhões e um EBITDA (lucro antes juros) ajustado IAS17 de R$ 464 milhões (considerando o ano de 2023).

Segundo a Petz, a relação de troca entre as companhias foi calculada considerando o preço por ação de R$ 7,10 de emissão da companhia.

O MOU prevê que, quando fechada a operação, o capital social da sociedade combinada será representado por 50,0% de acionistas da Petz e por 50,0% de acionistas da Cobasi.

Além disso, haverá uma distribuição em moeda corrente nacional no valor total de R$ 450 milhões para os acionistas da empresa, sujeitos a determinados ajustes.

Nesse sentido, a Petz contratou o Itau BBA para assessorar a fusão e escolheu o escritório Lefosse Advogados como assessor jurídico.

Já a Cobasi engajou como assessor financeiro o Banco Morgan Stanley. e como assessor jurídico o escritório Pinheiro Neto Advogados.

Publicidade

Clube Acionista

A maior cobertura para impulsionar sua carteira de investimentos

Agendas

Saiba quando as empresas vão pagar antes de investir.

Análises

Veja análises dos bancos e corretoras em um só lugar.

Carteiras

Replique carteiras dos bancos e corretoras para investir com segurança.

Recomendações

Descubra a média de recomendações de empresas e fundos.

Clube Acionista

A maior cobertura para impulsionar sua carteira de investimentos

Agendas

Análises

Carteiras

Recomendações

Comece agora mesmo seu teste grátis