Modalmais: Posse de Biden e sem vacinas

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Tire dúvidas sobre investimentos

Receba notícias pelo Telegram

Posse de Biden e sem vacinas

Ontem foi dia de a Bovespa andar na contramão do mercado americano, mostrando contração de 0,50% e índice em 120.636 pontos, após ter passado logo cedo a barreira dos 122 mil pontos. O Dow Jones registrou alta de 0,38% e o Nasdaq com +1,53%. Aqui, o dólar teve dia de valorização de 0,77%, com a moeda cotada em R$ 5,345, mesmo com comportamento mais fraco no exterior.

Os investidores locais estão preocupados com declarações recentes de Bolsonaro que ainda reverberam, a falta de vacinas para imunizar a população e temores com o quadro fiscal e expectativa de ampliação do auxílio emergencial e tributação de CPMF e sobre dividendos.

Hoje mercados miram a posse de Joe Biden que ocorre a partir das 14 horas e medidas que serão tomadas logo após, isso depois de boas declarações da futura secretária do Tesouro, Janet Yellen, ontem em audiência no Congresso americano.

O dia terminou na Ásia com Bolsas em alta, exceto Tóquio com -0,38%, Europa operando em alta nesse início de manhã e futuros do mercado americano também om altas. Aqui, a Bovespa pode tentar recuperação e precisa passar inicialmente a faixa de 122.500 pontos. Precisa ainda de noticiário mais tranquilizador e de manutenção do fluxo de recursos canalizado, principalmente dos investidores estrangeiros.

Nos EUA, Biden deve lançar logo após a posse algumas novas medidas, e tem como desafio aprovar pacote contra a pandemia. Já o líder republicano, McConnell, afirmou que a invasão ao Capitólio foi provocada por Trump. Na Alemanha, o PPI de dezembro foi de 0,8% e na comparação anual ficou em 0,2%. No Reino Unido, o CPI de dezembro foi de +0,3% e o PPI também com +0,3%. Na zona do euro, CPI de 0,3% e na comparação anual deflação de 0,3%.

Na Itália, o primeiro-ministro Giuseppe Conte, obteve o voto de confiança do parlamento para seguir governando e tem que escolher novos ministros na coligação. No mercado internacional, o petróleo WTI negociado em NY mostrava alta de 0,98%, com o barril cotado a US$ 53,50. O euro era transacionado em leve queda para US$ 1,215 e notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 1,09%. O ouro e a prata mantinham altas na Comex e commodities agrícolas em queda na Bolsa de Chicago.

Aqui, o Brasil está sem vacinas depois daquele lote distribuído de 6 milhões (quase nada), pois a Fiocruz adiou entrega para março por falta de insumos e o Brasil não figura na lista de exportações para os seis países da Índia. Além disso, há dificuldades com a China no fornecimento de insumos por conta dos ataques de nossa representação e filhos do presidente.

A Fipe anunciou o IPC da segunda quadrissemana de janeiro com aceleração para 0,86%, vindo de 0,79%. Já a Light anunciou operação de follow-on a R$ 20 por ações, o que garante R$ 1,37 bilhões para o caixa da Cemig.

Na agenda do dia teremos o fluxo cambial da semana anterior e a decisão do Copom após pregão encerrado, com consenso absoluto de manutenção da Selic em 2%, mas podendo retirar o forward guidance e abrindo espaço para elevações futuras, mas não na próxima reunião.

Nos EUA, a posse de Biden e a confiança do construtor de janeiro.

Expectativa para o início do dia é de Bovespa tentando recuperação, dólar ainda forte por aqui e juros em alta.

Alvaro Bandeira
Sócio e economista-chefe do banco digital Modalmais
Fonte: www.modalmais.com.br/blog/falando-de-mercado

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também

Leia também

Todos os dias diversas Corretoras e Casas de Análise atualizam seus boletins com as principais notícias do mercado de investimento. Acesse agora!

Conheça o Painel Acionista: em um só lugar tudo o que você precisa saber sobre investimentos