Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Tire dúvidas sobre investimentos

Receba notícias pelo Telegram

Investidores nervosos

Ontem foi dia de algumas indefinições nos mercados de risco no mundo e comportamento misto nas Bolsas. Aqui, ainda encerramos em alta de 0,32% e índice acima de 110.000 pontos, em 110.132 pontos, com o dólar em boa queda de 1,02%, cotado a R$ 5,315. O Dow Jones teve perda de 0,58% e a Nasdaq ganho de 0,48%.

O mundo e os investidores estão nervosos com a segunda onda de contágio pelo Covid-19 e recorde de óbitos puxado pelos EUA (já são 60 milhões de contaminados), pela inação de governos e bancos centrais no presente, e as vacinas com logística de distribuição complicada no mundo. Além disso, algumas economias mostram sinais claros de desaceleração, como a zona do euro.

Especificamente hoje tudo isso aflora por conta do importante feriado de Ação de Graças nos EUA, quando os mercados perdem muito da liquidez e do referencial de preço dos ativos. Os mercados da Ásia operaram em alta durante a madrugada, bolsas europeias ainda indefinidas, mas com viés de queda, enquanto os futuros do mercado americano trabalham com comportamento misto. Aqui ainda é possível tentar alguma alta, mas a realização de lucros de curto prazo pode inibir.

Ontem, no final do dia, o FED divulgou a ata da última reunião mostrando que a economia recupera mais rápido que o previsto, mas também mostrou larga preocupação com as incertezas de médio prazo pelo Covid-19. Entendem como importante estender as linhas de crédito, ampliar a compra de títulos — para deixar o mercado funcional — e manifestaram preocupação com a ausência de novos estímulos fiscais. Contudo, a nova vice-presidente, Kamala Harris, reforçou compromisso de aprovar estímulo fiscal.

A Coreia do Sul e a Suécia mantiveram a taxa básica de juros inalterada em respectivamente 0,50% e zero, com a Suécia ampliando a flexibilização monetária para 700 bilhões de coroas suecas. Na Alemanha a confiança do consumidor caiu para -6,7 pontos, vindo de -3,2 pontos, quando a previsão era -5,5 pontos.

No Reino Unido, o ministro das Finanças disse não querer o Brexit a qualquer custo e teve a aprovação do presidente do BOE. No mercado internacional, o petróleo WTI negociado em NY mostrava queda de 1,47%, interrompendo sequência de alta, com o barril cotado a US$ 45,04. O euro era transacionado em leve queda para US$ 1,19.

Aqui, o ministro Paulo Guedes rebateu críticas pesadas sobre sua atuação e do governo, dizendo terem mantido o rumo mesmo com a situação caótica. Já o Estadão, em seu editorial, pesou a mão sobre a administração Bolsonaro no “País Das Maravilhas”, enquanto deputados fazem carga para tirar Eduardo Bolsonaro da presidente da Comissão de relações exteriores, depois de suas últimas declarações, e mais especificamente sobre a China.

Na agenda do dia, nenhum indicador nos EUA, enquanto aqui teremos os dados do CAGED de outubro, o IPP (preço do produtor) e o resultado primário do governo central, também de outubro. A expectativa para o dia é de B3 podendo tentar nova alta, mas realizações de lucro e petróleo diluem, com o dólar ainda fraco e juros sob pressão.

Alvaro Bandeira
Sócio e economista-chefe do banco digital Modalmais
Fonte: www.modalmais.com.br/blog/falando-de-mercado

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também

Todos os dias diversas Corretoras e Casas de Análise atualizam seus boletins com as principais notícias do mercado de investimento. Acesse agora!

Conheça o Painel Acionista: em um só lugar tudo o que você precisa saber sobre investimentos