O Bitcoin (BTC) se prepara para seu próximo halving, evento que reduzirá pela metade a recompensa por bloco para mineradores nesta sexta-feira (19), impactando significativamente a dinâmica da rede e gerando debates acalorados sobre seu impacto ambiental. 

Com a queda na recompensa, mineradores independentes, muitas vezes menos eficientes, podem ser expulsos do mercado, abrindo caminho para grandes players que investem em tecnologias de ponta e fontes renováveis. 

Entusiastas de criptomoedas compram direitos da imagem Shiba Inu do Dogecoin (DOGE)

“Os mineradores serão forçados a se tornar mais eficientes para permanecerem lucrativos”, disse Kyle Schneps, da empresa de mineração Foundry, ao Decrypt. “Isso significa máquinas mais eficientes e energia mais acessível, tendendo a ser renovável em locais remotos.” 

Já Nishant Sharma, fundador da BlocksBridge, acredita que a eficiência energética será apenas temporária. Ele ainda afirmou ao Decrypt que com o tempo, à medida que o Bitcoin se torna mais popular e utilizado, as transações na rede aumentarão, proporcionalmente à quantidade de poder computacional necessário.  

Publicidade

Clube Acionista

A maior cobertura para impulsionar sua carteira de investimentos

Agendas

Saiba quando as empresas vão pagar antes de investir.

Análises

Veja análises dos bancos e corretoras em um só lugar.

Carteiras

Replique carteiras dos bancos e corretoras para investir com segurança.

Recomendações

Descubra a média de recomendações de empresas e fundos.

Clube Acionista

A maior cobertura para impulsionar sua carteira de investimentos

Agendas

Análises

Carteiras

Recomendações

Comece agora mesmo seu teste grátis