GOL (GOLL4) ainda não esclareceu como arcará com a dívida de US$ 300 milhões

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Tire dúvidas sobre investimentos

Receba notícias pelo Telegram

A Gol ainda não divulgou ao mercado como fará para arcar com a dívida de US$ 300 milhões garantida pela Delta Airlines, que possui vencimento para essa segunda-feira, (31/08).

A cia já vinha tentando negociar o compromisso, mas até o momento ainda não comunicou como irá quitá-lo. Quando procurada, a Gol disse que preferia não comentar.

Como a data do vencimento já está bastante próxima, e ainda há ausência de um acordo com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), e um caixa limitado por parte da cia, a Gol teve sua classificação de risco de crédito rebaixada para CCC. Isto significa que as agências de rating Fitch e S&P enxergam grande risco. Se não cumprir com o vencimento, entra em situação de calote.

Impacto: Negativo. A Gol já teve sua classificação de risco de crédito rebaixada pela Fitch e a S&P, enxergando grande risco. Caso a companhia não honre seu compromisso na data de vencimento, entrará em situação de calote.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também

Conheça o Painel Acionista: em um só lugar tudo o que você precisa saber sobre investimentos