FMI/Georgieva: atual ritmo de vacinação não acabará com pandemia até fim de 2022

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, voltou a chamar atenção nesta quarta-feira, 21, para o caráter desigual da recuperação da crise provocada pelo coronavírus. Durante evento virtual promovido pelo Instituto Peterson, a chefe do organismo multilateral alertou que o ritmo atual de vacinação não acabará com a pandemia até o final de 2022. Georgieva afirmou que o FMI projeta que o Produto Interno Bruto (PIB) global crescerá 6% em 2021, mas que a retomada ocorrerá de forma bem mais rápida em países desenvolvidos em relação aos emergentes.

Na visão dela, o futuro será de choques econômicos mais fortes e duradouros, não só com pandemias, mas também com efeitos das mudanças climáticas. Por isso, ela defende que a comunidade internacional trabalhe para reduzir as disparidades socioeconômicas. “Se quisermos ser mais resilientes a choques, precisamos melhorar inclusão”, disse.

Georgieva saudou o acordo firmado pelo G-20 para um imposto mínimo global e os progressos nas negociações para a tributação de serviços digitais.

Precificação de carbono

Kristalina Georgieva reiterou durante o evento a defesa pela precificação do carbono. Para ela, a comunidade internacional deve alcançar um “nível adequado” para o preço das emissões. Georgeiva destacou que, embora a precificação não esteja estabelecida, é possível estimar que a tonelada do carbono está cotada em cerca de US$ 3 no momento. Na visão dela, esse valor tem que subir a US$ 75 até 2030. “O ideal é que países ajam em sincronia na precificação do carbono”, defendeu.

A diretora disse ainda que o FMI tem pedido ajuda de seus membros para ajudar os países mais vulneráveis ao coronavírus a abrir mais espaço fiscal.


OPORTUNIDADES EM UM SÓ LUGAR

Venha conhecer o Clube Acionista, a plataforma que reúne recomendações de mais de 60 especialistas de mercado em um só lugar. A facilidade de não precisar sair procurando por boa informação em diferentes canais. O cadastro é totalmente gratuito. Aproveite!

Você também pode acessar tudo sobre onde investir no Portal Acionista e gratuitamente pelo nosso canal do Telegram.


Estadão Conteúdo

Estadão Conteúdo

"O Estado de S. Paulo" é o mais antigo dos jornais da cidade de São Paulo ainda em circulação . Em 4 de janeiro de 1875, ainda durante o Império, circulava pela primeira vez "A Província de S. Paulo" - seu nome original.

Você pode se interessar por

Publicidade

Leia também

Tire dúvidas sobre investimentos

Últimas atualizações sobre

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Uma experiência completa de investimentos. Crie sua conta e acesse recomendações e análises na íntegra.

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.