Publicidade

Faixa de Risco: CVC (CVCB3) dispara em pleno cenário desafiador

Tempo de leitura: ‍

Imagem: Freepik

A CVC (CVCB3), renomada no setor de turismo, enfrenta um cenário desafiador em busca de recuperação na lucratividade. No entanto, o grupo de turismo apresentou prejuízo líquido de R$87,5 milhões, contra uma perda de R$75 milhões no anterior.

A análise da faixa de risco revela nuances críticas para investidores, mesmo com movimento positivo nos últimos dias. Ou seja, apresentando cerca de 14% de alta nos últimos trinta dias, passando de R$2,90 para R$3,30.

Conforme o consenso de mercado, a empresa ainda está gastando muito dinheiro para voltar ao nível razoável de lucratividade. Assim, os analistas do BBI, Ágora e BTG, seguem com uma postura conservadora sobre o negócio e com recomendação neutra para a ação.

ONDE INVESTIR E FAZER SEU DINHEIRO RENDER DE VERDADE? Descubra com o Simulador de Investimentos. Faça o teste clicando aqui.

O risco apesar da disparada de CVC (CVCB3)

A dependência do setor de turismo com a estabilidade econômica e as condições globais torna o CVC (CVCB3) suscetível a eventos disruptivos. Por exemplo, como crises sanitárias e mudanças nas preferências de viagem. A recente pandemia evidenciou essa fragilidade, resultando em impactos significativos nas operações da empresa.

Além disso, a concorrência acirrada, tanto de agências tradicionais quanto de plataformas online, adiciona complexidade ao cenário. Bem como, mudanças nas políticas governamentais e flutuações cambiais também influenciam o desempenho da CVC, aumentando a incerteza para os investidores.

Contudo, onde há risco também existe prêmio de retorno. Dessa forma, você investidor, precisa avaliar se esse equilíbrio compensa para a sua carteira. Há oportunidades surgindo da retomada do turismo. Com a CVC adaptando ofertas para atender às novas demandas do mercado, ao se posicionar estrategicamente em um ambiente dinâmico.

Para descobrir quando é a melhor hora para investir e quais as principais recomendações do momento, o Clube Acionista surge como ótima solução. Pois oferece insights para investidores avaliarem o consenso de especialistas em meio à volatilidade do setor. Faça o cadastro gratuito e comece agora

Gostou do conteúdo? Veja como aprimorar as suas habilidades como investidor em Entenda do Mercado, por aqui.

Publicidade
Gustavo Guerses

Gustavo Guerses

Especialista em Investimentos e Gestão CEA; CFG e CGA pela Anbima, Corretor de Capitalização Seguros e Previdência pela ENS, Promotor de Crédito e Correspondente no País pela ANEPS e Conselheiro do Portal Acionista. Buscando melhorar os seus investimentos? Contato WhatsApp.
Wealth Manager CEA CEA
Gustavo Guerses

Gustavo Guerses

Especialista em Investimentos e Gestão CEA; CFG e CGA pela Anbima, Corretor de Capitalização Seguros e Previdência pela ENS, Promotor de Crédito e Correspondente no País pela ANEPS e Conselheiro do Portal Acionista. Buscando melhorar os seus investimentos? Contato WhatsApp.
Wealth Manager CEA CEA

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão. Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso. Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Mais destaques

Antes e Agora: Randon (RAPT4) desvaloriza cerca de -10% no ano

Os analistas da XP apontam que a Randon (RAPT4) vem enfrentando desafios em 2024. Contudo, os papéis da companhia desvalorizaram -10,15% esse ano. Para se ter ideia, no inicio de janeiro a ação estava cotada R$ 12,61. Hoje, (28/02) às 11h12 estava em R$ 11,33. “Em janeiro, a Randoncorp teve

Irani (RANI3): resultados ruins no 4T23, mas recomendada

Com um valor de mercado de R$ 2,6 bilhões, a small cap Irani (RANI3) apresentou resultados muito ruins do 4T23. Os números foram divulgados nesta sexta-feira (23): o lucro teve um recuo de 89% frente aos R$ 64,6 milhões registrados no trimestre anterior e de 91,7% ante os R$ 85,9

Mais lidas

ESPERE! Antes de sair...

Aproveite a oportunidade que não pode ser deixada para depois.

Esse site usa cookies para personalizar o conteúdo, propagandas e acompanhar o tráfego de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.