ENERGISA (ENGI11) – Consumo caiu 5,7% em maio puxado pelos segmentos comercial e industrial

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Receba notícias por Whatsapp

Receba notícias pelo Telegram

---Ad---

A distribuidora de energia elétrica Energisa informou em 26 de junho que em maio, registrou queda de 5,7% para 2.845,2 GW, no consumo consolidado de energia elétrica, nos mercados, cativo e livre, em comparação ao mesmo período do ano anterior. Esta redução foi puxada pelos segmentos comercial e industrial, tendo em vista a retração da demanda causada pela pandemia do novo coronavírus.

O consumo da classe residencial cresceu 3,9% (para 43,5 Gwh). A classe rural registrou incremento de 6,1% no período (16,1 Gwh). A classe comercial, por sua vez, apresentou queda de 20,6% no mês (123,6 GWh). A empresa destaca que, sensibilizada pelas medidas restritivas, com shoppings e lojas fechadas, todas as distribuidoras do grupo apresentaram recuo nesta classe de consumo.

Ressalte-se ainda a queda de 9,3% no consumo da classe industrial (57,6 Gwh). Contudo, o resultado da indústria foi melhor que o observado em abril (quando houve queda de 16,4%); tendo em vista que parte das fábricas voltaram a funcionar a partir de maio.

No comparativo dos cinco primeiros meses de 2020, ante o mesmo período de 2019, o consumo de energia elétrica no mercado cativo e livre (14.968,7 GWh) apresentou queda de 0,4%.

Na sexta-feira (26/junho) as Units da companhia (ENGI11) fecharam a R$ 48,75 (valor de mercado de R$ 22,1 bilhões) com queda de 8,4% este ano.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Conpartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Inspire-se. Aprenda. Invista.
Inscreva-se já, gratuitamente, para aproveitar 100% do que criamos para Você!