O Departamento de Justiça dos Estados Unidos e um grupo de trinta estados e o Distrito de Colúmbia entraram com uma ação nesta quinta-feira (23) para desmembrar a Live Nation (LYV.N). As partes argumentam que a produtora de shows e sua unidade Ticketmaster inflacionaram ilegalmente os preços dos ingressos para shows e prejudicaram os artistas.

Fãs de shows e políticos há anos pedem um reexame da compra da Ticketmaster pela Live Nation em 2010, especialmente depois que o vendedor de ingressos em 2022 fracassou nas vendas da primeira turnê de Taylor Swift em anos.

À época, fãs foram encaminhados para filas online de horas de duração, e foram cobrados preços que os clientes consideravam demasiadamente, além de outras taxas por um serviço considerado deficiente.

As informações são de Reuters.

Publicidade

CONHEÇA A COBERTURA QUE VAI

AUMENTAR SEU DINHEIRO NOS INVESTIMENTOS

Agendas, Análises, Recomendações, Carteiras e muito mais!