Publicidade
Publicidade

Como utilizar o décimo terceiro salário de forma consciente

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Falta pouco para 2021 chegar ao fim. Mais um ano difícil e cheio de desafios impostos pela pandemia da Covid-19. Contudo, é tempo de esperança e de recomeços. Época de dinheiro no bolso com o benefício do décimo terceiro salário.

O pagamento do décimo terceiro salário que será feito em novembro e dezembro deve injetar R$ 232,6 bilhões na economia do País, calcula o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos). A estimativa é de que 83 milhões de brasileiros vão ser beneficiados com rendimento adicional.

Mas não se engane, tem muita gente de olho no seu dinheiro. A disputa é grande. São as lojas querendo aquecer as vendas para o natal. São os bancos e financeiras querendo receber os pagamentos atrasados do consumidor. E até as corretoras e bancos de investimentos de olho na parcela para os investimentos.

Publicidade



Pensando nessa situação, separei algumas dicas para te ajudar a utilizar o seu décimo de forma mais consciente:

De olho na situação financeira atual

Se durante todo o ano você não parou para analisar sua situação financeira, a hora é agora. Para te ajudar, separei algumas perguntas a serem feitas antes de tomar a decisão de utilizar o décimo:

– Já organizei o meu orçamento este ano?

– Sei quanto ganho e quais são os meus gastos mensais?

– Estou conseguindo honrar as minhas dívidas?

Publicidade




– Estou disposto a gastar todo o meu 13° com as festas de final de ano ou penso em poupar parte do valor?

– Já relacionei todos os meus gastos de início de ano? IPTU, IPVA, matrícula, material escolar e aí por diante?

Depois destas perguntas feitas e respondidas você terá uma noção real sobre a sua vida financeira. Você conseguirá tomar decisões de forma mais assertiva. Mas lembre-se, uma mudança de comportamento em relação ao seu dinheiro precisa ser adotada. Afinal, não adianta nada adotar o controlo efetivo do orçamento e manter o mesmo estilo de vida, comprando e gastando sem pensar nas consequências.

Indo às compras de forma consciente

Fale a verdade, você é daquelas pessoas que adora presentear? Se puder compra presente para toda família, amigos, vizinho? Cuidado! O bolso pode não suportar…

Não quero te induzir a não presentear, muito pelo contrário. Também gosto muito de presentear quem amo. Mas a situação econômica da nossa sociedade, incluindo a inflação altíssima encarecendo o preço de muitos produtos, não está fácil.

Para presentear com consciência, primeiro relacione todas as pessoas que ganharão presentes. Em seguida estime um valor máximo para cada uma delas. Pesquise em 3 locais diferentes, peça desconto pois está comprando em quantidade. Lembre-se que a vida não está para “presentes” e sim para “lembrancinhas”. Troque presentes materiais por experiencias, faça um cartão, mande uma mensagem carinhosa, dê um abraço sincero, mesmo que seja virtual!

Uma excelente opção é organizar um “Amigo Secreto” para as festas de final de ano. Reduz o número de presentes e ainda anima os festejos natalinos.

 Pense na ceia de Natal como um momento de união da família. Esse ano ainda estamos no processo de pandemia e talvez a sua reunião seja menor em virtude do distanciamento social, mas não deve perder o real significado.

Economizando para poupar e investir

Tenha em mente que o décimo terceiro é um dinheiro adicional e que não faz parte da sua renda mensal. Logo, o ideal é que você separe, nem que seja uma pequena quantia, para investir.

Lembre-se: ano novo, dinheiro novo e investido! Esse é um passo importantíssimo na mudança de comportamento mental em relação ao dinheiro. Começar a pensar como investidor, o primeiro passo tem que ser dado, independentemente do valor.

Para potencializar esse dinheiro poupado, existem diversas opções de investimentos. O ideal é procurar aquela que mais se adeque ao seu perfil de investidor. Lembrando de levar em consideração o prazo de resgate, o valor mínimo que pode ser aplicado e o risco x retorno.

E você, o que está pensando em fazer com o seu décimo terceiro em 2021?

Até Breve!

Publicidade
Juliana Barbosa

Juliana Barbosa

Juliana Barbosa é Economista e Educadora Financeira. Especialista em Finanças Empresariais, Gestão Bancária e Gestão Empresarial. Membro da ABEFIN – Associação Brasileira de Educadores Financeiros. Sócia-Diretora da Cifrão Educação Financeira. Franqueada Dsop de Educação Financeira.Instagram |Podcast

Você pode se interessar por

Publicidade

Leia também

Acionista consome. Acionista investe.

Consumir da empresa que você é
Acionista auxilia nos seus rendimentos?

Publicidade

Receba notícias pelo Telegram

Publicidade

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão. Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso. Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Publicidade

Esse site usa cookies para personalizar o conteúdo, propagandas e acompanhar o tráfego de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.