Publicidade

Como estão as recomendações dos FIIs

Imagens Canva

Veja os ajustes das carteiras do BTG Pactual e XP Investimentos e confira como estão as recomendações dos FIIs para qualificar os seus investimentos. Além de diversificar os ativos, observar diferentes opiniões também é um decisão inteligente na hora de decidir sobre onde colocar o seu dinheiro.

Recomendações dos FIIs

A  carteira recomendada do BTG Pactual apresentou queda de 0,12% em abril (IFIX com queda de 0,77%). No ano, a carteira registra alta de 2,71%, enquanto o IFIX sobe 2,12%. Os analistas fizeram alterações para maio: redução de posição em BTCI11 (0,5%), CPTS11 (1,0%), JSRE11 (0,5%), XPML11 (1,0%) e VISC11 (1,0%); e aumento de posição em BTLG11 (1,0%) e TRXF11 (1,5%); com inclusão de RBRY11 (1,5%).

Já a carteira da XP Investimentos, teve performance de -0,57% em abril, acima do IFIX.  A carteira apresentou um dividend yield médio mensal de 0,86% (10,3% de dividend yield anualizado). Com isso, a carteira acumula alta de 23,6% nos últimos 12 meses (acima do índice IFIX em 5,3 p.p.).

Para maio, a composição da carteira, segundo os analistas, visa a melhor alocação para o cenário macroeconômico atual. “Rebalanceamos os pesos por segmentos e fundos da carteira. Reduzimos a exposição em PVBI11 em (-5,0%) e aumentamos a alocação marginalmente em CPTS11 em (1,0%) e em RBRR11 em (4,0%).

Acompanhe por aqui todas as recomendações de FIIs, por aqui.

Publicidade

Este post está disponível na íntegra no Clube.Acionista

Picture of Cátia Chagas

Cátia Chagas

Editora e produtora de Conteúdo do Portal Acionista e Clube. Foco em mercado de capitais; empresas e ESG. Atua também em Jornalismo de Produto (certificada pelo Knight Center for Journalism in the Americas). Jornalista graduada PUCRS; Especialização em Comunicação Política pela UNISC; MBA em Comunicação e Marketing para Mídias Sociais na Universidade Estácio de Sá; Especialização em Gestão e Governança Corporativa aplicada a práticas ESG. Com passagem pelos veículos G1RS; GZH e Grupo Sinos.
Picture of Cátia Chagas

Cátia Chagas

Editora e produtora de Conteúdo do Portal Acionista e Clube. Foco em mercado de capitais; empresas e ESG. Atua também em Jornalismo de Produto (certificada pelo Knight Center for Journalism in the Americas). Jornalista graduada PUCRS; Especialização em Comunicação Política pela UNISC; MBA em Comunicação e Marketing para Mídias Sociais na Universidade Estácio de Sá; Especialização em Gestão e Governança Corporativa aplicada a práticas ESG. Com passagem pelos veículos G1RS; GZH e Grupo Sinos.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria, quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão. O conteúdo da publicação pode conter elementos de texto gerados por inteligencia artificial. Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso. Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Mais destaques

Bull Market: As 10 empresas mais valorizadas do momento

O Bull Market é um ranking gratuito para identificar as Top 10 empresas mais valorizadas desde suas mínimas. Dessa forma, consideramos o valor mínimo atingido no intervalo de 1 ano (52 semanas) em relação ao preço atual. Em suma, Bull Market é um termo utilizado por investidores de Bolsa de Valores.

ESG: lucro líquido da Suzano (SUZB3) cai 95%, mas segue recomendada

Não foi tão bom o 1T24 da Suzano (SUZB3), mas tudo tem uma explicação e essa gigante do papel e celulose segue nas carteiras recomendadas. A empresa, que está entre as melhores com políticas ESG, registrou um lucro líquido de R$ 220 milhões no primeiro trimestre de 2024, uma queda

2 ativos que não podem faltar na carteira de investimentos

A semana passada foi marcada pela divulgação de dados cruciais sobre a inflação nos Estados Unidos e a ata do Copom. Fatores chamaram a atenção de investidores e reforçou a tendência dos ativos. Os números mais recentes mostraram que a inflação ao produtor e ao consumidor em abril ficou em

Libere todas as recomendações para investir

Mais lidas

Esse site usa cookies para personalizar o conteúdo, propagandas e acompanhar o tráfego de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.