Publicidade

A top pick das recomendações entre as construtoras

No Clube Acionista, as construtoras estão mantendo boas recomendações nas carteiras e com alto potencial de valorização. Mesmo o primeiro trimestre do ano sendo sazonalmente um pouco mais fraco para o setor de construção civil, a ação mais recomendada com 18 indicações de compra apresenta potencial de valorização acima de 35%.

As ações da empresa recuaram quase 9% em 2024 (até 9/5). Este movimento é puxado por uma abertura na curva de juros doméstica nas últimas semanas, mas ainda assim acumulam alta superior a 30% nos últimos 12 meses, bem acima do índice Imob, que avança ~13% em igual período. 

Cyrela (CYRE3) ainda é top pick nas recomendações 

Cyrela divulgou seus resultados referentes ao 1T24 contendo números sólidos, com as vendas líquidas chegando a R$ 1,7 bilhão (+47,2% a/a, -8,3% t/t). Teve uma Receita Líquida a apropriar (REF) que ultrapassa os R$ 7,1 bilhões (+23% a/a, +7% t/t), além de um incremento na Margem REF aos 36,1% (+1,1 p.p a/a, +0,2 p.p. t/t), que demonstram que os ciclos operacionais da Cyrela seguem bastante fluídos. 

Além disso, com uma maior diluição de despesas em relação à Receita Líquida na comparação anual, a companhia entregou um lucro líquido de R$ 267 milhões, (+63,2% a/a, +7,7% t/t), com um incremento de Margem Líquida, que atingiu 17% (+4,2 p.p. a/a, +2,5 p.p. t/t). 

“Mesmo com taxas médias de financiamento imobiliário em níveis elevados, ainda que em trajetória de queda acompanhando os sucessivos cortes na Selic, a Cyrela vem demonstrando que há demanda para produtos no padrão de qualidade que oferece, cultivando níveis de velocidade de vendas acima do mercado. Isso, somado aos resilientes resultados operacionais apresentados nos últimos exercícios, contribui para uma perspectiva de comportamento positivo para seus papéis negociados no mercado. Tudo considerado, seguimos com recomendação de compra para a Cyrela e preço alvo em R$ 29,00 para final de 2024”, comentam os analistas do BB.

Novidades

A Cyrela lançou 9 empreendimentos no 1T24, somando R$ 1,3 bilhão (+41,7% a/a, -24,4% t/t). A empresa destacou o lançamento do projeto La Isla, no Rio de Janeiro, que sozinho respondeu por R$ 501 milhões, além de ter impactado positivamente na velocidade de vendas, uma vez que o empreendimento foi 90% vendido.

Números

  • Vendas líquidas:  R$ 1,7 bilhão
  • Receita Líquida:  R$ 1,57 bilhão (+22,6% a/a e -8% t/t)
  • Lucro Bruto: R$ 494 milhões 
  • Geração de caixa: R$ 130 milhões
Publicidade

Clube Acionista

A maior cobertura para impulsionar sua carteira de investimentos

Agendas

Saiba quando as empresas vão pagar antes de investir.

Análises

Veja análises dos bancos e corretoras em um só lugar.

Carteiras

Replique carteiras dos bancos e corretoras para investir com segurança.

Recomendações

Descubra a média de recomendações de empresas e fundos.

Clube Acionista

A maior cobertura para impulsionar sua carteira de investimentos

Agendas

Análises

Carteiras

Recomendações

Comece agora mesmo seu teste grátis

Este post está disponível na íntegra no Clube.Acionista

Picture of Cátia Chagas

Cátia Chagas

Editora e produtora de Conteúdo do Portal Acionista e Clube. Foco em mercado de capitais; empresas e ESG. Atua também em Jornalismo de Produto (certificada pelo Knight Center for Journalism in the Americas). Jornalista graduada PUCRS; Especialização em Comunicação Política pela UNISC; MBA em Comunicação e Marketing para Mídias Sociais na Universidade Estácio de Sá; Especialização em Gestão e Governança Corporativa aplicada a práticas ESG. Com passagem pelos veículos G1RS; GZH e Grupo Sinos.
Picture of Cátia Chagas

Cátia Chagas

Editora e produtora de Conteúdo do Portal Acionista e Clube. Foco em mercado de capitais; empresas e ESG. Atua também em Jornalismo de Produto (certificada pelo Knight Center for Journalism in the Americas). Jornalista graduada PUCRS; Especialização em Comunicação Política pela UNISC; MBA em Comunicação e Marketing para Mídias Sociais na Universidade Estácio de Sá; Especialização em Gestão e Governança Corporativa aplicada a práticas ESG. Com passagem pelos veículos G1RS; GZH e Grupo Sinos.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria, quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão. O conteúdo da publicação pode conter elementos de texto gerados por inteligencia artificial. Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso. Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Mais destaques

Alerta de ganhos: Banrisul (BRSR6) anuncia juros sob capital próprio

Conforme a agenda de proventos do Clube Acionista, o Banrisul (BRSR6) vai entrar em data Ex e pagar proventos em junho. Momento oportuno para você, investidor, garantir dinheiro em sua conta! Confira as informações desta empresa que pode te trazer retorno ainda este ano: O banco gaúcho promete distribuir no

Bull Market: As 10 empresas mais valorizadas do momento

O Bull Market é um ranking gratuito para identificar as Top 10 empresas mais valorizadas desde suas mínimas. Dessa forma, consideramos o valor mínimo atingido no intervalo de 1 ano (52 semanas) em relação ao preço atual. Em suma, Bull Market é um termo utilizado por investidores de Bolsa de Valores.

BDRS: commodities e empresas de tecnologia seguem na ponta 

Investir em empresas estrangeiras deixou de ser o bicho-papão há muito tempo. Está cada vez mais fácil ter uma carteira BDR à brasileira e com bons ativos. O Acionista destaca mensalmente o panorama macro desta modalidade.  Para junho, é bom que o investidor saiba que a bolsa americana segue sendo

Libere todas as recomendações para investir

Mais lidas

Esse site usa cookies para personalizar o conteúdo, propagandas e acompanhar o tráfego de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.