A Prio reportou lucro líquido de US$ 231 milhões (ex-IFRS-16) no primeiro trimestre de 2023, alta de 1% na comparação com igual período de 2022, informou há pouco a companhia.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado entre janeiro e março deste ano alcançou US$ 379 milhões, um aumento de 66% na mesma base de comparação.

No primeiro trimestre de 2023, a receita líquida atingiu US$ 565 milhões, 82% maior que a registrada em igual período de 2022.

No relatório que acompanha os números do balanço, a Prio destaca que o primeiro trimestre de 2023 foi marcado por um aumento significativo de produção, que atingiu mais de 90 milhões de barris de óleo por dia (boe/d) ao final de março.

“Graças ao bem-sucedido Plano de Revitalização de Frade, ao início da operação de Albacora e a alta eficiência operacional alcançada no cluster de Polvo e Tubarão”, enumera a companhia no documento.

A produção média no Campo de Frade no primeiro trimestre de 2023 foi de 33,8 kbpd, um avanço de 5% na comparação com a produção média apurada em igual intervalo do ano passado.

No acumulado de janeiro a março de 2023, a petroleira vendeu aproximadamente 2 milhões de barris armazenados em US Virgin Islands com condições de desconto melhores do que os apresentados em dezembro, mas ainda considerados fora do padrão pela companhia, destaca a Prio.

Publicidade

CONHEÇA A COBERTURA QUE VAI

AUMENTAR SEU DINHEIRO NOS INVESTIMENTOS

Agendas, Análises, Recomendações, Carteiras e muito mais!