Vendas no varejo superaram as expectativas

O volume de vendas no varejo superou as expectativas do mercado. O avanço foi de 1,0% em julho, mas se comparado com o mesmo período do ano passado, a alta foi de 4,4%.

Em resumo, o dado gera otimismo quanto a expectativa de recuperação do setor. No entanto, ainda é preciso que outros dados entrem nesta “linha” de melhora, como o mercado de trabalho e a confiança dos consumidores.

Comentário de Ronaldo Guimarães, sócio diretor do banco digital Modalmais

“As vendas no varejo no mês de julho apresentaram alta de 1,0% na comparação com junho, resultado bem acima da nossa projeção (-0,1%) e da mediana das expectativas Bloomberg (+0,2%).

No conceito ampliado, que inclui vendas de veículos e materiais de construção, a surpresa também foi significativa, com crescimento de 0,7%, enquanto a mediana das expectativas Bloomberg era de -0,6%.

Esse dado positivo é reforçado pela revisão dos dados de junho, que foram revisados no conceito restrito de +0,1% para +0,5% e no conceito ampliado de 0% para +0,2%.

Dentre as atividades, os principais destaques positivos ficaram por conta dos segmentos de Hiper e Supermercados, Móveis/Eletrodomésticos e Materiais de Construção.

Em resumo, essa divulgação foi inegavelmente positiva e deve ao menos levantar dúvida sobre projeções mais pessimistas de retração para a atividade no 3º trimestre. Por enquanto, na espera de mais sinais que confirmem esse maior vigor da atividade econômica, mantemos nossa projeção de +0,1% para o PIB do 3º trimestre e +0,8% para o PIB de 2019”.

Mais perspectivas da Modalmais