Publicidade

Vendas de carros a locadoras sobem para mais de 45 mil em julho, diz Anfavea

Data da publicação

“O Estado de S. Paulo” é o mais antigo dos jornais da cidade de São Paulo ainda em circulação . Em 4 de janeiro de 1875, ainda durante o Império, circulava pela primeira vez “A Província de S. Paulo” – seu nome original.

Data da publicação

O resultado das vendas de carros em julho, quando houve o primeiro crescimento na comparação com igual período do ano anterior em 12 meses, se deu por um maior direcionamento da produção das montadoras a clientes frotistas. Só para as locadoras, cujas vendas vinham numa média mensal, no primeiro semestre, inferior a 35 mil, a indústria entregou em julho 45,4 mil carros, ou 27% do total.

Acrescentando na conta outros 41 mil carros entregues aos demais clientes atendidos por vendas diretas, como empresas, governos, taxistas, produtores rurais e consumidores com necessidades especiais, essa fatia chega à metade do total de julho (51%).

Publicidade

Os dados foram checados pelo Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) com a Anfavea, entidade que representa as montadoras.

O crescimento da produção ao maior nível em 20 meses, combinado a impactos da alta dos preços e das taxas de financiamento nas vendas ao consumidor comum no varejo, faz com que as montadoras tenham maior disponibilidade de carros para as locadoras.

Durante coletiva de imprensa, nesta sexta-feira, na qual defendeu cortes no Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) para baratear o crédito, Márcio de Lima Leite, presidente da Anfavea, disse que, apesar das dificuldades de abastecimento de componentes, a indústria conseguiu ultrapassar no mês passado uma “barreira importante” de produção, porém o aumento dos juros muda o público que pode comprar carros.

Segundo o executivo, o consumidor da classe média está adquirindo menos veículos.

“Se começar a ter queda de juros, e sinalização positiva de acesso ao crédito, você coloca novamente esse consumidor no jogo”, declarou o executivo.

Autor

“O Estado de S. Paulo” é o mais antigo dos jornais da cidade de São Paulo ainda em circulação . Em 4 de janeiro de 1875, ainda durante o Império, circulava pela primeira vez “A Província de S. Paulo” – seu nome original.

Informações + Recomendações de investimentos em um só lugar

Compartilhe esse post nas suas redes!

Você pode se interessar por

Publicidade

Leia também

Publicidade

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão. Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso. Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Publicidade
Publicidade

Esse site usa cookies para personalizar o conteúdo, propagandas e acompanhar o tráfego de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.