ULTRAPAR tem lucro líquido de R$ 321 mi no 3T19

A Ultrapar anunciou os resultados do terceiro trimestre de 2019. A Companhia obteve um lucro líquido de R$ 321 milhões (-1%), em função do aumento na despesa financeira, apesar do maior EBITDA. Em relação ao 2T19, o lucro líquido aumentou 153%, em razão do maior EBITDA. Considerando os ajustes do IFRS 16, o lucro líquido da Ultrapar no 3T19 e nos 9M19 foi de R$ 307 milhões e R$ 671 milhões, respectivamente.

A Receita líquida teve um total de R$ 23.203 milhões (-3%), em função da redução na receita líquida da Ipiranga e Oxiteno. Em relação ao 2T19, a receita líquida aumentou 7%, em consequência do aumento na receita da Ipiranga, Oxiteno, Ultragaz e Ultracargo.

O EBITDA Ajustado foi de R$ 888 milhões (+4%) ou R$ 901 milhões (+6%); se desconsiderarmos o TAC de R$ 13 milhões, reflexo do aumento no EBITDA da Ipiranga, Ultragaz, Ultracargo e Extrafarma. Na comparação com o 2T19, o EBITDA Ajustado cresceu 51% (ou 40% se excluirmos o TAC nos dois períodos); devido ao maior EBITDA da Ipiranga, Oxiteno e Ultragaz. Considerando os ajustes do IFRS 16, o EBITDA Ajustado da Ultrapar no 3T19 e nos 9M19 foi de R$ 979 milhões e R$ 2.439 milhões, respectivamente.

A Ultrapar encerrou o 3T19 com dívida líquida de R$ 8,6 bilhões (2,72x EBITDA Ajustado LTM) em comparação a R$ 8,1 bilhões em 30 de junho de 2019 (2,60x EBITDA Ajustado LTM); principalmente em função do pagamento de dividendos e da variação cambial da dívida em dólares no período. A Ultrapar apresentou despesa financeira líquida de R$ 115 milhões no 3T19, um aumento de R$ 56 milhões em relação ao 3T18, devido, principalmente, aos efeitos de variação cambial. Em relação ao 2T19, a despesa financeira aumentou R$ 46 milhões, explicado pelos mesmos motivos mencionados anteriormente.

CONFIRA AS ANÁLISES DOS ESPECIALISTAS