Publicidade

A estratégia dos dividendos para potencializar a carteira

Data da publicação

Categoria

O portal Acionista.com.br aproxima investidores, informações e investimentos com conteúdos atualizados diariamente sobre o mercado financeiro e as companhias abertas nos diferentes meios digitais – website e redes sociais.

Categoria

Data da publicação

A estratégia dos dividendos se dedica aos que adoram participar dos movimentos das empresas e os benefícios recebidos como sócios.

A ideia geral está em seguir uma estratégia adotada por grandes investidores ao redor do mundo. Como o brasileiro Luiz Barsi e o norte-americano John Davidson Rockefeller. Em suma, eles optam por ativos que distribuem rendimentos aos acionistas.

Quando entramos neste tema, um dos pontos que mais gera dúvida é como funcionam os ajustes de preço. De modo geral, os dividendos são partes dos lucros da companhia, conquistados ao longo do tempo, e distribuídos pela empresa, através de suas ações.

Agora reflita, se uma empresa entrega parte dela para o acionista, essa parte foi retirada dela mesma, certo?

Portanto, o dividendo não é um valor criado, mas uma parte da companhia distribuída ao acionista. Quando essa parte (o valor pago) chega na sua conta, o preço da ação é reajustado. Sendo uma forma para reequilibrar a ausência desta parte retirada da empresa (e entregue ao acionista).

Neste momento é como se você visse o valor da sua ação se desvalorizar na tela do seu Home Broker. Contudo, este valor será entregue em dinheiro direto na sua conta (a entrada do dividendo).

Abordaremos com mais detalhes o motivo deste reajuste de preço (para baixo). A dinâmica da estratégia e os principais significados para entender este processo.

O ANDAMENTO DOS DIVIDENDOS

No Brasil, é comum empresas da Bolsa distribuírem 25% dos lucros aos acionistas. Entretanto, outras costumam dividir uma parcela maior. A estratégia está em buscar o maior índice de pagamento e a empresa com capacidade para manter os pagamentos.

Esta relação, você descobre por meio do Dividend Yield. Este indicador mostra o quanto o valor pago em dividendos corresponde ao preço da ação. As Carteiras Recomendadas de Dividendos,  geralmente se baseiam neste critério. Selecionando ações com este perfil, assumindo a recorrência nos pagamentos e o bom percentual de distribuição.

Quer saber onde estão as principais recomendações para investir? Confira aqui.

COMO SABER SOBRE CADA PAGAMENTO

Existem alguns jargões do mercado que provavelmente você já deve ter escutado, como:

  • Data-ex;
  • Ex-proventos;
  • Data-com.

Basicamente o “EX” significa o momento em que a ação deixa de ter o direito do próximo pagamento de dividendos. Ou seja, é o momento “sem direito aos proventos anunciados”. Em caso de novo anúncio, a empresa terá que divulgar nova data EX e assim sucessivamente.

Com relação a data-com, se trata do mesmo tema. Contudo é o jargão que se refere ao último dia para comprar a ação, que antecede o dia de data-ex ou ex-proventos.

Um exemplo prático:

Se o banco Bradesco, anunciar que vai distribuir dividendos, a empresa precisa divulgar uma data de corte. Esta data (a data-ex ou dia de ex-proventos) é como se empresa dissesse ao investidor:

“Quem tiver minhas ações até a data-com, vai ter direito de receber parte dos lucros da empresa. Pois, a partir da Data-Ex não adianta mais comprar para receber o dividendo”.

Para que a data de corte?

A data de corte, ou no jargão do mercado, a data ex, é quando a ação sofrerá o reajuste. Portanto se a ação custa R$ 50 reais e a empresa anunciou o pagamento de R$ 1 por ação. Então na data EX a ação da empresa passará a custar R$49. Sendo que todos que tiverem comprado a ação até o dia útil anterior (data-com), receberão este R$ 1 na data de pagamento informada pela empresa.

Para quem acompanha as movimentações do mercado com frequência, pode achar que o valor da ação se desvalorizou. Mas na verdade, o dividendo só passou da empresa para a conta do acionista.

Para colaborar neste processo de escolha das empresas, buscamos entre diversas fontes a melhor forma de contribuir nas decisões. Com espaços entre as empresas mais escolhidas entre os analistas, bem como as Carteiras Recomendadas.

Publicidade

A cobertura completa para atrair bons investimentos

Aos que gostam de acompanhar as movimentações, nossa tabela de Dividend Yield e a Agenda de Proventos são perfeitas para todo investidor. Nela inclui as datas-ex, valor distribuído e as datas de pagamentos. Tudo isso em um só lugar, por aqui.

A ESTRATÉGIA DOS DIVIDENDOS

Demonstrando como funciona o pagamento dos dividendos, alguns podem achar ruim o fato da ação perder valor no mercado por conta do reajuste. Contudo, como explicamos acima, se a empresa possui bom Dividend Yield e recorrência no pagamento, a atratividade na ação cresce.

Consequentemente, outros investidores podem se interessar e comprar a ação, fazendo o papel subir eventualmente. Portanto, a estratégia de ter uma carteira de dividendos, não é apenas por ter uma “renda recorrente”, mas para investir em ações mais estáveis.

Como aplicar isso na prática?

Para quem está na etapa de construção de patrimônio, aqui uma dica: Busque recomprar as ações utilizando os pagamentos dos dividendos.

Além dos aportes habituais, permite crescer com maior rapidez a carteira de ações e acumular o patrimônio ao longo dos anos.

Já aos investidores que possuem um patrimônio formado, a carteira com foco em dividendos permite a geração de uma renda recorrente. Com pagamentos periódicos enquanto estas ações estiverem na carteira.

Seja qual for o seu caso, a estratégia de construir uma Carteira de Dividendos visa, por exemplo, o objetivo previdenciário. Com foco em aumentar a quantidade de ações ao longo do tempo para aumentar a renda. Desse modo, até que a carteira gere rendimentos que possam ser suficientes para custear as despesas mensais e viver destes proventos.

Resumindo:

O recebimento de dividendos permite o reinvestimento para visar maiores ganhos futuros. Da mesma forma se aplica a outros eventos de custódia, como no caso dos juros sobre capital próprio (JCP).

Tudo isso você pode ter acesso direto pelo Clube Acionista, confira aqui.

Autor

O portal Acionista.com.br aproxima investidores, informações e investimentos com conteúdos atualizados diariamente sobre o mercado financeiro e as companhias abertas nos diferentes meios digitais – website e redes sociais.

Receba informações do mercado financeiro no seu celular gratuitamente

Compartilhe esse post nas suas redes!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Você pode se interessar por

Publicidade

Leia também

Publicidade

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão. Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso. Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Publicidade
Publicidade

Telegram Acionista

Os principais destaques do mercado! A melhor cobertura.

Esse site usa cookies para personalizar o conteúdo, propagandas e acompanhar o tráfego de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.