Todos os 9 grupos do IPCA tiveram alta de preços em dezembro, mostra IBGE

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Tire dúvidas sobre investimentos

Receba notícias pelo Telegram

Todos os nove grupos que integram o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) registraram alta de preços em dezembro, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os aumentos nos custos da Habitação, Alimentação e Transportes responderam por 80% da taxa de 1,35% do IPCA no mês.

O grupo Habitação subiu 2,88% em dezembro, um impacto de 0,45 ponto porcentual sobre a inflação. Alimentação e Bebidas aumentaram 1,74%, impacto de 0,36 ponto porcentual, e Transportes avançaram 1,36%, impacto de 0,27 ponto porcentual.

Os demais acréscimos ocorreram em Saúde e cuidados pessoais (0,40%), Educação (0,48%), Artigos de residência (1,76%), Vestuário (0,59%), Despesas Pessoais (0,65%) e Comunicação (0,39%).

Os Artigos de Residência tiveram a segunda maior variação entre os nove grupos pesquisados. Os artigos de TV, som e informática subiram 2,52%, mobiliário aumentou 2,92%, e eletrodomésticos e equipamentos avançaram 1,00%.

Com a coleta extraordinária feita em dezembro nos itens do grupo Educação, os cursos regulares subiram 0,55%, impacto de 0,02 ponto porcentual sobre a inflação. A maior variação ocorreu na educação de jovens e adultos (3,83%), seguida pela creche (1,54%) e ensino médio (1,19%). Houve quedas no curso técnico (-0,79%) e pós-graduação (-0,77%).

“Em algumas áreas teve alta, em outras teve queda. Alguns estabelecimentos estavam fechados lá em agosto, a gente conseguiu coletar agora em dezembro. Não houve altas expressivas em relação a agosto”, afirmou Pedro Kislanov, gerente do Sistema Nacional de Índices de Preços do IBGE.

Todas as 16 regiões pesquisadas pelo IBGE apresentaram altas de preços em dezembro. O menor resultado foi o do município de Aracaju (0,91%), enquanto o mais elevado foi registrado no município de São Luís (2,18%).

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também

Conheça o Painel Acionista: em um só lugar tudo o que você precisa saber sobre investimentos