Semana do Brasil teve queda de 8,3% no faturamento sobre 2019, diz pesquisa

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Receba notícias por Whatsapp

Receba notícias pelo Telegram

A chamada “Semana do Brasil” registrou queda de 8,3% no faturamento do varejo brasileiro ante o número de 2019. O período de promoções relacionado ao feriado do dia 7 de setembro havia mostrado alta de 11% em 2019 sobre 2018. Os dados são de um levantamento da Cielo para o Global Retail Show e foram divulgados nesta terça-feira pelo presidente da Gouvêa Experience, Marcos Gouvêa.

“Há 30 ou 40 dias as entidades nos procuraram para mobilizar as ofertas para a Semana do Brasil. A pandemia deixou o varejo muito desorganizado. Mas antes desta semana, em agosto, os números de perdas no varejo eram de 18,4%”, disse Gouvêa.

Ele pontua, porém, que se considerado os números do e-commerce, houve alta de 10% no faturamento. Descontando, no entanto, setores muito negativamente afetados como o de turismo, houve crescimento de cerca de 90% no faturamento sobre os dados de 2019.

No turismo e transporte, a queda sobre o mesmo período de 2019 foi de cerca de 10%. Antes da semana promocional, a queda era de mais de 80% em relação ao ano passado.

Em bares e restaurantes, as perdas ficaram em torno de 36%, antes era de 40% a 50%. Já o setor de móveis e eletrodomésticos registrou alta de 7%.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Publicidade

Leia também

Destaques da bolsa ativos durante o pregão - das 10h as 17h - Fonte: Google Finance - delay aprox. de 20 min.

*Dados inativos fora do horário do pregão.