Publicidade
Publicidade
Publicidade

Saudades de visionários que pensaram um Brasil grande

Data da publicação

Categoria

Plurale em revista traz para você, em edições bimestrais, o debate amplo e plural – como indica o nome da publicação, em latim – de temas ligados ao ESG, sustentabilidade e casos de empresas nestas áreas. Você pode fazer agora sua assinatura de Plurale em revista, recebendo em casa ou no trabalho.

Categoria

Data da publicação

Por Luiz Fernando de Almeida Bello, Colunista de Plurale (*)

1970. Década de milagre econômico e de explosão do mercado de finanças no Brasil. O Rio de Janeiro parecia se recuperar da perda da situação de capital com a dinâmica do seu setor financeiro que concentrava as negociações de ações e de títulos privados e públicos de todo Brasil. O crescimento exponencial e sem regras adequadas das transações financeiras provocou diversos traumas, como o despencar das bolsas de valores em 1971. Em compensação, atraiu brasileiros que pensavam o Brasil grande para cuidar de seu desenvolvimento. Mario Henrique Simonsen, o ministro, Bulhões Pedreira e Lamy, os juristas, criaram a então nova lei das sociedades anônimas que possibilitou o crescimento sustentado do mercado de capitais.

O desenvolvimento do mercado de capitais atraiu gente, muita gente que pensava o Brasil grande. Apesar do ambiente político aterrorizante, havia clima de esperança provocado pela expectativa de que o crescimento econômico viesse a acabar com as mazelas sociais brasileiras, gerando riqueza para toda a população, embora primeiro para os ricos…

Raymundo Magliano Filho

Nas batalhas do dia a dia do mercado financeiro, alguns visionários ainda tiveram força para contribuir de forma decisiva para sua evolução em termos qualitativos, sociais e econômicos. Não foram muitos e a COVID nos roubou dois deles: nossos queridos Terzi e Raimundinho. Roberto Terziani, destacou-se entre os analistas de mercado de capitais, participando de todos os movimentos de sua evolução e desde os primórdios da ABAMEC, o IBEF, do IBRI. Presidiu a ABAMEC e foi dirigente da Generalli e da Oi. Raymundo Magliano Filho presidiu a BOVESPA de 2001 a 2007, sendo responsável por seu aperfeiçoamento institucional e pelo imenso esforço para popularizar o mercado de ações no Brasil.

Roberto Terziani

Perdemos dois brasileiros que pensavam o Brasil grande. Que suas lembranças iluminem nossos caminhos e impeçam que percamos também o nosso futuro.

(*) Luiz Fernando de Almeida Bello é economista e analista financeiro, um dos pioneiros do mercado de capitais carioca.

Autor

Plurale em revista traz para você, em edições bimestrais, o debate amplo e plural – como indica o nome da publicação, em latim – de temas ligados ao ESG, sustentabilidade e casos de empresas nestas áreas. Você pode fazer agora sua assinatura de Plurale em revista, recebendo em casa ou no trabalho.

Receba informações do mercado financeiro no seu celular gratuitamente

Compartilhe esse post nas suas redes!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Você pode se interessar por

Plurale em revista traz para você, em edições bimestrais, o debate amplo e plural – como indica o nome da publicação, em latim – de temas ligados ao ESG, sustentabilidade e casos de empresas nestas áreas.

Você pode fazer agora sua assinatura de Plurale em revista, recebendo em casa ou no trabalho.

Publicidade
Publicidade

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão. Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso. Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Publicidade

Telegram Acionista

Os principais destaques do mercado! A melhor cobertura.

Esse site usa cookies para personalizar o conteúdo, propagandas e acompanhar o tráfego de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.