Rocha: Se a Câmara votar até novembro, Senado pode promulgar PEC 110 este ano

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
O senador Roberto Rocha (PSDB-MA), relator da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 110, disse que não quer passar desta semana na apresentação de seu parecer sobre a reforma, que propõe unificar os impostos dos entes federativos sobre o consumo em um Imposto de Valor Adicionado (IVA).

Rocha ainda afirmou que acredita que o projeto pode ser votado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e no plenário do Senado este mês e que, se a Câmara conseguir votar até novembro, a PEC pode ser promulgada ainda este ano.

“Quanto mais tarde a gente apresente o relatório, vai dificultando essa questão. Acredito fortemente na possibilidade de votar reforma tributária. Claro que não sou ingênuo, mas estamos tentando superar todas as dificuldades. Estamos tentando oferecer ao País sistema que possa simplificar, desonerar, modernizar e que possa gerar mais competitividade”, disse, completando que recusou a relatoria do projeto de reforma do Imposto de Renda por estar muito focado na PEC 110, que pode destravar a economia. “A reforma do IR teve muita concessões na Câmara, o que desidratou projeto.”

O senador disse que, no momento atual, de muita disputa política, não teria outro jeito de avançar que não fosse o imposto dual, com a unificação dos impostos federais, de PIS e Cofins, e depois agregar os impostos estaduais e municipais, o ICMS e o ISS, respectivamente. O senador também destacou que é preciso tributar também o comércio eletrônico. “Reforma tem premissa de não elevar carga nem reduzir; ninguém quer abrir mão de receita.”

Rocha ainda afirmou que não é possível fazer tudo de uma vez e que o imposto sobre a folha de pagamento deve ser enfrentado em outro momento. Ele participou de painel sobre a reforma tributária no evento MacroDay 2021, do BTG Pactual.

Estadão Conteúdo

Estadão Conteúdo

"O Estado de S. Paulo" é o mais antigo dos jornais da cidade de São Paulo ainda em circulação . Em 4 de janeiro de 1875, ainda durante o Império, circulava pela primeira vez "A Província de S. Paulo" - seu nome original.

Você pode se interessar por

Publicidade

Leia também

Tire dúvidas sobre investimentos

Últimas atualizações sobre

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.