Reserva Financeira, entenda a sua importância e comece já

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Receba notícias por Whatsapp

Receba notícias pelo Telegram

Estamos vivendo um momento impar em nossa história. A crise econômica causada pelo Covid-19 destruiu 7,8 milhões de postos de trabalho até o final do mês de maio, segundo o IBGE. Dentre os postos de trabalho perdidos, 5,8 milhões são empregos informais.

Segundo o Instituto Locomotiva, 108 milhões de brasileiros (66%) tiveram renda reduzida por conta da pandemia. Levando a população a um empobrecimento.

Todos nós fomos pegos de surpresa com a pandemia causada pela Covid-19, contudo quem não possuía uma reserva montada está sentindo muito mais os efeitos desta crise.

A reserva financeira precisa ser o primeiro passo a ser dado na formação do plano de investimentos de uma pessoa. Pois imprevistos acontecem a todo momento. O objetivo desta reserva é ser um recurso que esteja disponível a qualquer momento em caso de situações inesperadas. E ela precisa ser o equivalente a uma média de 6 vezes o consumo familiar mensal.

Todas as pessoas devem e precisam ter a reserva financeira. Como não podemos evitar o acaso, podemos tentar diminuir os danos caso aconteçam. Como por exemplo recorrer a empréstimos bancários com altas taxas, entrar no cheque especial ou mergulhar em dívidas no cartão de crédito.

Mas como montar essa reserva?

Comece fazendo uma análise sobre o seu atual padrão de vida e suas despesas essenciais. As despesas essenciais são contas residenciais, alimentação, transporte, saúde e lazer. Por isso uma recomendação de que se faça um levantamento detalhado das necessidades mensais para calcular quanto seria o valor ideal desta reserva.

E como investir para formação da reserva?

Por se tratar de um recurso para urgências, esse investimento não pode estar sujeito a surpresas negativas de rentabilidade e de prazo para resgate. As principais características de uma aplicação adequada para a reserva estratégica são: segurança, liquidez e baixa volatilidade. Em outras palavras: ter baixo risco, poder resgatar a qualquer momento e com baixa oscilação de taxas.

Os produtos mais indicados são os investimentos que remunerem 100% do CDI. Podendo ser um CDB com liquidez diária, LCI e LCA com liquidez diária ou ainda um Fundo de Renda Fixa Referenciado DI.

Uma outra alternativa é o Tesouro Selic. Ele é considerado o investimento mais seguro do Brasil.  E ao investir nele, você estará investindo em títulos emitidos pelo Governo Federal. O Tesouro Selic rende 100% da taxa básica de juros (Selic). Por isso, não corre risco de o investimento valer menos do que o esperado se for resgatado antes do vencimento.

Muitas pessoas ainda pensam na Poupança como um bom investimento para deixar aplicado a reserva, contudo a sua remuneração hoje é de 70% da Selic. A taxa Selic está em 2,25%a.a. e com perspectiva de um novo corte. Além de só render uma vez por mês na data de aniversário, ou seja, a poupança não tem rentabilidade diária. Comparando a rentabilidade da poupança com outros investimentos, ainda assim é bem baixa.

Agora que você já sabe o que é a Reserva Financeira, como montá-la e quais as melhores opções para investir, é hora de começar a poupar. Separe um valor por mês e direcione para o investimento escolhido até chegar ao montante estipulado para sua reserva.

Depois da reserva criada e ter alcançado o valor desejado, ela deverá permanecer aplicada e sem retiradas, a não ser em casos de imprevistos.

Até Breve!

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Publicidade

Leia também

Destaques da bolsa ativos durante o pregão - das 10h as 17h - Fonte: Google Finance - delay aprox. de 20 min.

*Dados inativos fora do horário do pregão.

Nossa missão é ajudar você a investir melhor com uma variedade de conteúdos, de diversas fontes. Acreditamos que quanto mais você se informa, melhor você decide!

Agruras e expectativas da reforma tributária

Por: Nelson Tucci

Toda segunda-feira

Agruras e expectativas da reforma tributária

Por: Nelson Tucci

Toda segunda-feira