Receba dividendos todos os meses entre 3 setores

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Todo investimento tem seu tempo de maturação, o processo é simples, mas demanda de paciência. Para amadurecer, não há como apressar, a tentativa de fazê-lo pode demandar em um risco pouco vantajoso.

Entenda o seu desejo por lucros como ansiedade. Aquela ânsia que um novato tem por apressar as coisas para tentar chegar logo, por ver acontecer antes mesmo que aconteça. Já os mais experientes, que provavelmente passaram por isso, entendem por conta dos próprios erros, desvios e fracassos frente a uma ideia de controle que na verdade é inexistente.

Nos investimentos, uma determinada ação não vai subir só porque você comprou ou na hora que você deseja, ela terá o seu tempo de conversão do que é no momento da comprar para o que pode ser, ao preço denominado como “alvo” ou “justo” por alguns (esse potencial que de fato convenceu você de comprá-la).

No entanto, a renda variável varia. A turbulência sempre aparece para aqueles que desejam chegar ao outro lado, não desistir é a palavra certa para viver os momentos de pressão que antecedem alguma alta. Logicamente, acompanhar os acontecimentos torna-se importante para ter a certeza se os fundamentos seguem os mesmos, assim, justificando manter o ativo na carteira. Se algo mudar, então é hora de rever a estratégia, pensar em opções e avaliar se existe algo melhor com o potencial.

A construção de uma carteira de dividendos, por mais que tenha o foco de longo prazo, demanda de acompanhamento. Geralmente, as empresas que pagam bons dividendos com consistência e recorrência são empresas saudáveis. Elas possuem algumas características únicas de qualidade.

Características de empresas pagadoras de dividendos

(1) Forte geração de caixa e lucratividade:
Ao gerar muito caixa, é natural que elas realizem boas distribuições de dividendos. Obviamente, algumas empresas que pagam dividendos interessantes preferem utilizar parte relevante desse caixa para investir
em seu business, reduzindo o payout. Ainda assim, o investidor
deve saber que, caso a empresa passe a investir menos, é provável
que as distribuições aumentem.

O investidor deve sempre desconfiar e evitar empresas que não
têm uma geração de caixa robusta e consistente, tampouco uma
estabilidade de lucros. Afinal, é bem provável que os dividendos
de empresas assim não tenham perenidade.

(2) Previsibilidade e baixa volatilidade:
Para distribuir lucros recorrentes é preciso ter previsibilidade de geração de caixa e de resultados, suas ações também apresentam uma menor volatilidade, pois trata-se de um conforto aos investidores que estão focados em manter o dinheiro aplicado para aproveitar cada distribuição.

(3) Baixo endividamento:
Níveis elevados de endividamento podem comprometer seriamente o fluxo de caixa livre, por conta de despesas financeiras extensas e de um
grande fluxo de amortizações. Em razão disso, companhias muito
endividadas dificilmente pagam bons dividendos de forma recorrente, pois sequer sobra caixa a elas. Sendo assim, se o foco é empresas que pagam dividendos evite empresas muito endividadas.

(4) Rentabilidade:
Retorno sobre patrimônio líquido (ROE) atrativo e margens superiores à média. Empresas com ROE baixo geralmente precisam reter muito de
seus resultados para investir em seus business, o que não permite
que elas distribuam dividendos muito interessantes. Já as empresas com um ROE elevado precisam investir poucos recursos em seus negócios, o que as permite ter grandes sobras de caixa para distribuir aos sócios.

Receba dividendos todos os meses entre 3 setores

Separamos entre as principais empresas dos setores de forte relevância que distribuem dividendos com frequência para ajudar você a montar sua carteira, que são: Financeiro; Elétrico; Holdings.

Financeiro
ALFA INVESTIMENTOS: Janeiro e Agosto.
ABC BRASIL: Junho e Dezembro.
BANCO DO BRASIL: Fevereiro, Maio, Agosto e Novembro.
BANRISUL: Fevereiro, Maio, Agosto e Novembro.
BRADESCO: Junho e Dezembro.
ITAÚ: Fevereiro e Julho.
SANTANDER: Março, Junho, Setembro e Dezembro.

Elétrico
ALUPAR: Abril e Dezembro
CEMIG: Abril e Dezembro
COPEL: Abril e Dezembro
ENERGIAS DO BRASIL: Abril e Dezembro
ENERGISA: Fevereiro e Agosto
ENGIE: Abril, Julho e Outubro
RIO PARANAPANEMA: Abril e Outubro
TAESA: Abril, Agosto e Dezembro.
TIETÊ: Abril, Agosto e Dezembro.
TRANSMISSÃO PAULISTA: Maio e Novembro
EQUATORIAL: Abril e Dezembro
NEOENERGIA: Fevereiro, Junho e Dezembro

Holding
BRADESPAR: Abril e Dezembro
ITAÚSA: Fevereiro, Agosto e Dezembro
MONTEIRO ARANHA: Março, Maio, Julho, Setembro e Dezembro

Os meses são baseados no histórico e refletem a época aproximada do anúncio do dividendo.

Fique atento no Radar Proventos ou diretamente em nossa Agenda de Proventos para saber com maior precisão até quando comprar o papel da empresa para garantir o recebimento dos lucros.

Receba conteúdos diariamente por e-mail

Acionista.com.br

Acionista.com.br

O portal Acionista.com.br aproxima investidores, informações e investimentos com conteúdos atualizados diariamente sobre o mercado financeiro e as companhias abertas nos diferentes meios digitais – website e redes sociais.

Você pode se interessar por

Publicidade

Receba notícias pelo Telegram

Leia também

Tire dúvidas sobre investimentos

Últimas atualizações sobre

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Já acessou o
Clube Acionista hoje?

A conexão certa para seus investimentos

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.