Radar Empresas: Resultados de Suzano, Oi, Natura, JBS e mais

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Receba notícias por Whatsapp

Receba notícias pelo Telegram

Suzano

Confira as notícias mais relevantes a respeito das principais empresas da bolsa de valores. No Radar Empresas de hoje temos resultados de Suzano, Oi, Natura, JBS e notícias dos setores de Educação e Elétrico.

Suzano (SUZB3) tem prejuízo de R$ 2 bilhões no 2º trimestre

A Suzano reverteu o lucro de R$ 700 milhões apresentado no segundo trimestre do ano passado e registrou um prejuízo líquido de R$ 2 bilhões entre abril e junho de 2020. Os dados são do relatório divulgado pela companhia nesta quinta – feira (13). Portanto, de acordo com a Suzano, a variação pode ser explicada pelo resultado financeiro líquido, negativo em R$ 5,6 bilhões por conta da variação cambial sobre a dívida.

A receita líquida, por outro lado, teve um avanço anual de 20%, para R$ 8 bilhões. Assim, o segmento de celulose aumentou 28%, apoiado pela valorização do dólar e pelo crescimento de 25% do volume vendido. Além disso, a receita de papel, que foi pressionada pela sazonalidade ruim, totalizou R$ 1 bilhão. Enfim, o Ebitda ajustado atingiu R$ 4,1 bilhões, alta de R$ 35% em relação aos R$ 3,1 bilhões do segundo trimestre de 2019.

Oi (OIBR3) tem prejuízo de R$ 3,5 bi no 2T20; aumento de 104%

A Oi reportou um prejuízo de R$ 3,493 bilhões no segundo trimestre deste ano. Desse modo, o valor é 104,4% maior do que o apresentado no mesmo período de 2019. As informações foram divulgadas pela tele na madrugada desta sexta-feira (14). O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ficou em R$ 1,359 bilhão, uma queda de 15% na comparação ano a ano. A dívida bruta consolidada da Oi totalizou R$ 26,115 bilhões, avançando 54,8% frente ao mesmo intervalo de 2019.

Enfim, a receita líquida da tele que se encontra em Recuperação Judicial ficou em R$ 4,544 bilhões, valor 10,8% menor do que o registrado no mesmo intervalo do ano passado.

Natura (NTCO3) tem prejuízo de R$ 392 milhões no 2º trimestre

A Natura&Co teve prejuízo de 392 milhões de reais no segundo trimestre, ante resultado positivo de 54 milhões obtido um ano antes, em meio aos impactos da pandemia de Covid-19 sobre suas vendas e um ataque hacker sofrido pela controlada Avon. Dessa maneira, a empresa teve no segundo trimestre geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos e depreciação (Ebitda) de 652 milhões de reais, queda de 25,4% no comparativo anual. A receita líquida recuou 12,7%, para cerca de 7 bilhões de reais.

Além disso, a Natura&Co afirmou ainda que as vendas de comércio eletrônico subiram 225% no trimestre ante um ano antes e que vai relançar a marca Avon no terceiro trimestre “com um novo modelo comercial”.

JBS (JBSS3) tem lucro de R$ 3,38 bilhões no 2º trimestre e supera estimativas

A JBS teve lucro líquido de 3,38 bilhões de reais no segundo trimestre, crescimento de 54,8% em relação ao mesmo período do ano anterior, superando estimativas do mercado, com crescimento de receitas principalmente nos Estados Unidos. O resultado operacional medido pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado mais do que dobrou e atingiu 10,5 bilhões de reais.

Além disso, é válido destacar que as projeções de analistas do setor compiladas pela Refinitiv apontavam, na média, lucro de 1,846 bilhão de reais e Ebitda de 7,068 bilhões de reais. A receita líquida totalizou 67,58 bilhões de reais nos três meses até junho, de 50,84 bilhões de reais um ano antes, com todas as unidades de negócios registrando crescimento na receita em reais. Enfim, na unidade JBS USA Beef, a receita cresceu 30,6%.

Com a temporada de resultados, você não pode perder as principais análises do mercado sobre os balanços reportados pelas empresas.

Portanto, entenda a importância dos resultados trimestrais e tenha em mãos a melhor cobertura do mercado.

Setor de Educação

A pedido de representantes de escolas e universidades privadas, senadores apresentaram um pacote de medidas de socorro ao setor. O pacote prevê linha de crédito de R$ 40 bilhões, além de benefícios diretos que representariam gastos de R$ 13 bilhões aos cofres públicos.

Setor Elétrico

O plenário do Senado aprovou ontem, em votação simbólica, o projeto que busca compensar as hidrelétricas prejudicadas por estiagem, situação conhecida como risco hidrológico ou pela sigla GSF no setor elétrico.

Fonte: Necton e Terra Investimentos

A principal referência do mercado financeiro

Aqui no Acionista você tem a oportunidade de ler, comparar e decidir.

Trabalhamos em prol do investidor, aproximando em apenas um local diversas opiniões, sugestões e expectativas para o mercado.

FAÇA PARTE DO NOSSO TELEGRAM

Tempo é dinheiro. Poupamos seu tempo para que você foque no dinheiro.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Publicidade

Leia também

Destaques da bolsa ativos durante o pregão - das 10h as 17h - Fonte: Google Finance - delay aprox. de 20 min.

*Dados inativos fora do horário do pregão.

Por: Nelson Tucci

Toda segunda-feira

Por: Nelson Tucci

Toda segunda-feira