Radar empresas: Energias do Brasil, Cosan, BR Partners e mais

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Receba notícias por Whatsapp

Receba notícias pelo Telegram

Confira as notícias mais relevantes a respeito das principais empresas da bolsa de valores. No radar empresas de hoje temos Energias do Brasil, Cosan, BR Partners, Lojas Americanas e CCR.

EDP Energias do Brasil (ENBR3) adere à ‘Conta Covid’ e solicita R$ 573 milhões

A EDP Energias do Brasil informou em comunicado que seu Conselho de Administração decidiu aderir à “Conta Covid”, programa de empréstimo às distribuidoras de energia, solicitando R$ 573.711.493,00.

Portanto, conforme o comunicado, desse total R$ 354.288.089,00 são referentes à EDP São Paulo e R$ 219.423.404,00 à EDP Espírito Santo.

Cosan propõe holding única e IPOs

Em um movimento há anos almejado pelos investidores, o grupo Cosan caminha para operar com uma única holding e, possivelmente, todas as suas controladas listadas em bolsa.

Assim, essa é a segunda tentativa de simplificação societária em pouco mais de um ano e meio. O conselho de administração do grupo de Rubens Ometto, avaliado em R$ 29,8 bilhões na B3, autorizou o início dos estudos de simplificação societária. Dessa forma, em seis meses, o resultado poderá ser a extinção da Cosan Limited, holding cujas ações são negociadas na Bolsa de Nova York (Nyse), e da Cosan Log, controladora da Rumo.

Por que o BR Partners quer fazer um IPO

O Banco BR Partners está se preparando para abrir o capital num IPO que o tornará o segundo banco de investimento independente listado na B3.

Desse modo, segundo a coluna de Lauro Jardim, o banco contratou BTG Pactual, Bank of America-Merrill Lynch e Credit Suisse para coordenar uma oferta 100% primária que deve levantar por volta e R$ 600 milhões.

Lojas Americanas (LAME4) contrata bancos para oferta de ações de até R$7 bi

Lojas Americanas contratou bancos para uma oferta de ações que pode movimentar de 5 bilhões a 7 bilhões de reais.

Dessa maneira, a varejista contratou as unidades de banco de investimento de Itaú Unibanco, BTG Pactual, Morgan Stanley, Bradesco, Safra, Santander Brasil e Goldman Sachs, segundo a fonte.

CCR (CCRO3) recebe aval de sua concessão da rodovia BR-101/SC

O ministro de infraestrutura, Tarcísio Freitas, assinou o contrato de concessão do trecho de Santa Catarina da rodovia BR-101. Dessa forma, em fevereiro deste ano, a CCR venceu a disputa pela concessão da rodovia, oferecendo a tarifa de R$ 1,97012, 62,04% de deságio sobre a tarifa máxima de R$ 5,19.

Além disso, a concessão compreende uma extensão de 220,4 km entre Palhoça (SC) até São João do Sul (SC).

Enfim, além do anuncio da assinatura da concessão a companhia anunciou o trafego de suas rodovias, nos dias 18 e 21 de março, mostrando queda consolidada de 6,6%.

Fontes: Necton e Terra Investimentos

A principal referência do mercado financeiro

Aqui no Acionista você tem a oportunidade de ler, comparar e decidir.

Trabalhamos em prol do investidor, aproximando em apenas um local diversas opiniões, sugestões e expectativas para o mercado.

FAÇA PARTE DO NOSSO TELEGRAM

Tempo é dinheiro. Poupamos seu tempo para que você foque no dinheiro.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Publicidade

Leia também

Destaques da bolsa ativos durante o pregão - das 10h as 17h - Fonte: Google Finance - delay aprox. de 20 min.

*Dados inativos fora do horário do pregão.