Publicidade

Pressão da Ômicron em seguradoras dependerá de gravidade da cepa, diz Fitch

Data da publicação

“O Estado de S. Paulo” é o mais antigo dos jornais da cidade de São Paulo ainda em circulação . Em 4 de janeiro de 1875, ainda durante o Império, circulava pela primeira vez “A Província de S. Paulo” – seu nome original.

Data da publicação

Um eventual agravamento da severidade dos casos da covid-19 provocados pela variante Ômicron pode pressionar a sinistralidade das seguradoras, reduzindo a rentabilidade do setor. A análise é da agência de classificação de risco Fitch, que acrescenta que até aqui, os casos graves estão concentrados em pessoas com vacinação incompleta contra a doença.

“Apesar do aumento do número de casos, 68% da população encontra-se vacinada com duas doses ou dose única”, escrevem os analistas Alexandre Chang e Miguel Martinez. “O País tem apresentado um avanço no número de internações em diversas regiões, mas a maior parte dos internados com covid-19 não apresentava vacinação completa.”

Publicidade

De acordo com eles, a pressão sobre os resultados das seguradoras dependerá da gravidade e da quantidade de internações causadas pela nova cepa do vírus.

Um cenário adverso, segundo a Fitch, teria um aumento do número de internações por covid no País ao mesmo tempo em que procedimentos eletivos continuariam. Essa combinação elevaria a sinistralidade do setor.

Os analistas afirmam que nas seguradoras com cobertura de vida, a menor letalidade da Ômicron e a vacinação avançada no Brasil devem impedir que o número de vítimas de 2021 se repita.

A Fitch calcula, com base em dados oficiais, que as mortes por covid no Brasil na primeira semana epidemiológica deste ano somaram 832 casos, ante 6.906 na semana equivalente de 2021, e 21.141 na 14ª semana do ano passado, no pico da pandemia.

O relatório ressalta que o número de internações pela doença ainda é baixo se comparado a 2021, de acordo com o setor, mas que os números diários de casos têm crescido fortemente, indicando um novo pico, assim como a taxa de positividade dos testes de covid.

Autor

“O Estado de S. Paulo” é o mais antigo dos jornais da cidade de São Paulo ainda em circulação . Em 4 de janeiro de 1875, ainda durante o Império, circulava pela primeira vez “A Província de S. Paulo” – seu nome original.

Receba informações do mercado financeiro no seu celular gratuitamente

Compartilhe esse post nas suas redes!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Você pode se interessar por

Publicidade

Leia também

Publicidade

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão. Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso. Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Publicidade

Telegram Acionista

Os principais destaques do mercado! A melhor cobertura.

Esse site usa cookies para personalizar o conteúdo, propagandas e acompanhar o tráfego de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.