PPSA: Produção de petróleo sobe 9,5% nos contratos de partilha em junho

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Tire dúvidas sobre investimentos

Receba notícias pelo Telegram

Depois de cair expressivamente em maio, a produção dos três contratos em produção sob o regime de partilha administrados pela Pré-Sal Petróleo (PPSA) – Mero, Entorno de Sapinhoá e Sudoeste de Tartaruga Verde – voltaram a subir em junho, registrando média diária de 46 mil barris por dia (bpd), 9,5% acima do registrado no mês anterior, informou a PPSA.

A produção foi distribuída entre 26 mil bpd em Mero; 9 mil bpd em Entorno de Sapinhoá; e 11 mil bpd em Sudoeste de Tartaruga Verde. No primeiro semestre deste ano, a produção totalizou 9,3 milhões de barris de petróleo e 51 milhões de metros cúbicos de gás natural (disponíveis para comercialização).

Desde o início da produção dos três contratos, o total de petróleo acumulado é de 40,6 milhões de barris de petróleo e 162 milhões de metros cúbicos de gás. O volume deverá crescer substancialmente após o acordo de coparticipação entre os sócios do campo de Búzios, entre eles a PPSA, que representa a União no consórcio. A previsão é de que o acordo seja assinado ainda este ano, segundo a empresa.

A produção de junho cresceu apesar de algumas atividades terem sido interrompidas por cinco dias, informou a PPSA, devido a condições meteoceanográficas (ondas acima de quatro metros), e ter ocorrido uma queda da geração principal em uma das plataformas de produção.

A União teve direito a uma parcela da produção de 8,7 mil bpd em junho, sendo 3,9 mil bpd na Área de Desenvolvimento de Mero, 4,8 mil bpd em Entorno de Sapinhoá e 25 mil bpd em Sudoeste de Tartaruga Verde, registrando um aumento de 70,6% em comparação a maio de 2020 e de 13% em relação a junho de 2019. O aumento da parcela da União em junho foi puxado pela maior contribuição do Entorno de Sapinhoá, que gerou um maior volume de excedente em óleo a ser partilhado.

Gás

Os contratos Entorno de Sapinhoá e Sudoeste de Tartaruga Verde registraram uma produção total com média diária de 260 mil m3/dia de gás natural, sendo 176 mil m3/dia em Entorno de Sapinhoá e 84 mil m3/dia em Sudoeste de Tartaruga Verde. Esse resultado, se comparado a maio de 2020, foi 9,7% inferior; entretanto, foi 3,6% superior em relação a junho de 2019.

A parcela média diária da União como excedente em gás natural em junho de 2020 foi de 97 mil m?/dia, referente aos contratos de Entorno de Sapinhoá (97.091 m?/dia) e Sudoeste de Tartaruga Verde (192 m?/dia). O gás natural produzido em Mero não teve aproveitamento comercial até o momento.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Leia também

Conheça o Painel Acionista: em um só lugar tudo o que você precisa saber sobre investimentos