#27 Tudo para você entender o PIX

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Tire dúvidas sobre investimentos

Receba notícias pelo Telegram

Acionista.com.br
#27 Tudo para você entender o PIX
/

O Pix, sistema brasileiro de pagamentos foi desenvolvido pelo Banco Central e promete ser uma grande iniciativa para aumentar o patrimônio nacional.

Na edição de hoje, você vai encontrar tudo o que precisa saber sobre este meio de pagamento instantâneo.

Quer saber como funciona, para que serve e o que muda na vida dos brasileiros?

Ouça agora, no Acionista News!

Deseja acessar diretamente os pontos de maior interesse? Segue o índice com o tempo abaixo:

1:09 As maiores dúvidas sobre o novo sistema de pagamentos.

3:40 Entenda a diferença entre PIX, TED e DOC.

5:40 3,5 milhões de cadastros foram feitos no primeiro dia de cadastramentos.

6:19 Banco Central lembra que não há limite para realizar cadastro no PIX.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email