Planner remove 2 empresas da carteira de dividendos e comenta critérios

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tweet
Compartilhar no linkedin
Publique
Compartilhar no whatsapp
Encaminhe
Compartilhar no email
Envie

Newsletter

Receba notícias por Whatsapp

Receba notícias pelo Telegram

Planner

Entenda o porquê a Planner optou por remover duas grandes empresas de sua carteira de dividendos. Dessa maneira, a corretora optou por realizar valorização e buscar melhores oportunidades de proventos. Além disso, os analistas comentam o panorama de mercado e os critérios para a escolha de ativos.

Planner remove Tegma (TGMA3)

Os analistas optaram por remover a Tegma da carteira de dividendos após uma boa contribuição acumulada, mas sem o anúncio do provento esperado. Além disso, a pandemia levou um número significativo de empresas a prorrogarem o anuncio e pagamento de proventos, para a preservação do caixa.

Dessa forma, a Planner acredita que a Tegma pode ter adotado a mesma decisão de outras empresas. Por fim, é preciso considerar que os resultados mais fracos ou prejuízos não dão margem para a distribuição de proventos intermediários.

Planner remove BB Seguridade (BBSE3)

Os analistas optaram por remover a companhia, após a mesma aprovar a distribuição de R$ 1,75 bilhão (R$ 0,87525532/ação) na forma de dividendos, com base a posição acionária de 12.08.2020, sendo as ações negociadas ex-dividendos a partir de 13.08.2020.

Assim, o montante representou 95% do lucro líquido apurado no 1º semestre de 2020, acrescido do saldo de dividendos prescritos relativos a exercícios passados. Enfim, o retorno da recomendação foi de 3,0%

O panorama de mercado

Devido ao impacto da pandemia da Covid-19 sobre os negócios das empresas, no sentido de preservar a situação financeira, muitas companhias têm adiado o pagamento de seus dividendos para até o final de 2020. Desse modo, a escolha das ações para a carteira é uma expectativa de aprovação e pagamento de proventos.

A carteira de dividendos

Enfim, a carteira de dividendos da Planner leva em consideração os seguintes itens na escolha das ações: i) expectativa ou aprovação de proventos (dividendos e/ou juros sobre o capital; ii) bom histórico de retorno via proventos; iii) boa geração de caixa e baixo endividamento; iv) histórico de crescimento e representatividade no setor de atuação.

A principal referência do mercado financeiro

Aqui no Acionista você tem a oportunidade de ler, comparar e decidir.

Trabalhamos em prol do investidor, aproximando em apenas um local diversas opiniões, sugestões e expectativas para o mercado.

FAÇA PARTE DO NOSSO TELEGRAM

Tempo é dinheiro. Poupamos seu tempo para que você foque no dinheiro.

Advertência

Declaramos que o Portal Acionista.com.br não se responsabiliza pelas informações divulgadas neste site e qualquer outro canal, tanto referente às matérias de produção própria , quanto matérias ou análises produzidas por terceiros ou reproduzidas de links autorizados, publicados nas nossas páginas a partir de uma seleção criteriosa, porém sem garantir sua integralidade e exatidão.
Matérias e  análises produzidas por terceiros são de inteira responsabilidade dos mesmos. As informações, opiniões, sugestões, estimativas ou projeções referem-se a data presente e estão sujeitas à mudanças conforme as condições do mercado, sem prévio aviso.
Informamos, ainda, que o Acionista.com.br não faz qualquer recomendação de investimento e que, portanto, não se responsabiliza por perdas, danos, custos e lucros cessantes decorrentes de operações financeiras de qualquer tipo, enfatizando que as decisões sobre investimentos são pessoais.
Importante lembrar sempre: ganhos passados, não são garantia de ganhos futuros.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Publicidade

Leia também

Destaques da bolsa ativos durante o pregão - das 10h as 17h - Fonte: Google Finance - delay aprox. de 20 min.

*Dados inativos fora do horário do pregão.